Augusto Branco entrevista Fabio Del Santoro

Fui entrevistado por Augusto Branco, autor do livro VIDA, grande nome da literatura nacional, para o jornal Jundiaí On Line. O resultado foi este.Fiquei muito feliz em ter esta oportunidade.

Espero que gostem!

Colunistas > Augusto Branco > FÁBIO DEL SANTORO: Os extraterrestres estão entre nós!

FÁBIO DEL SANTORO:

Os extraterrestres estão entre nós!

Quinta-Feira, 8 de Março de 2012

ENTREVISTA

Em seus livros é relatado a presença de seres extraterrestres vivendo no planeta Terra e convivendo com seres humanos desde tempos muito remotos. Afinal, como isto é possível e com qual objetivo os extraterrestres estariam por aqui? É preciso entender que não temos muito conhecimento científico sobre as dimensões, a não ser as pesquisas mais avançadas sobre a Teoria das Cordas de Michio Kaku, mas sou um autor que se comunica com seres de dimensões paralelas e tenho dúvidas de que a divulgação da existência destas dimensões interesse ao governo oculto que comanda a Terra. Mas eu me interesso em fornecer conhecimento para que as pessoas acordem, pois a questão do interesse dos extraterrestres entre nós é muito ampla. Cada nação alienígena possui um papel a desempenhar. Nós humanos somos o resultado de uma experiência genética que se iniciou a milhões de anos atrás, e o objetivo das nações comandadas pelo Todo é ajudar para que o nosso desenvolvimento ético e moral se eleve.

Uma obra muito famosa sobre a presença de extraterrestres no planeta Terra é o livro Eram os deuses astronautas? Conforme teus contatos com estes seres alienígenas, você endossa a idéia contida naquele livro, de que os deuses descritos pelos povos antigos eram, na verdade, extraterrestres? A obra eterna do pesquisador Erich Von Daniken abriu as portas para esta discussão. Deuses não existem. Mas existem seres extraterrestres de todas as gamas possíveis e imagináveis, que visitaram a Terra e deixaram aqui suas marcas, em todos os tempos.

Em um de seus livros, A grande sabotagem reptiliana, você lança luzes sobre uma conspiração extraterrestre para dominação da humanidade. Quais são os principais aspectos dessa conspiração? Como eles conseguem implementar suas maquinações contra a humanidade sem serem percebidos? A infiltração reptiliana no planeta Terra vem de milhões de anos atrás. Eles são seres não confederados junto ao Todo, e são seres corruptíveis. São negativos e se infiltraram na sociedade terrestre muito antes da concepção do novo homem, que é o homem macaco. Vejam o quadro de Da Vinci e saibam que aquele ser que dá uma suposta maçã para Adão e Eva, na verdade é um reptiliano e a maça vermelha representa um pedaço de carne. A carne vermelha foi introduzida pelos reptilianos para que eles pudessem aniquilar nossa capacidade de enxergar o presente, passado e futuro através de nossa glândula pituitária. Sem esse poder, viramos massa de manobra na mão de governos dominantes, todos com bases reptilianas.

Há alguma relação entre esta conspiração extraterrestre e as atividades coordenadas por sociedades secretas, como a tão mal falada IlluminattiPelo que sei, e o que sei me é informado pelos seres de Urano e também pelos Seres Felinos, muitas sociedades secretas são braços da Conexão Reptiliana, incluindo a Maçonaria oculta, que é disfarçada pela Maçonaria visível e benevolente.

Conhecimento na palma de sua mão, agora em formato Pocket BooK

O fato de você receber informações de seres extraterrestres mostra que nem todos conspiram contra a humanidade. Quem são os extraterrestres que lhes transmitem estes conhecimentos e com qual objetivo?  Eu tenho contato com seres de Urano da oitava dimensão e com felinos da sexta dimensão, entre outros visitantes que vão e vem para a Terra. O objetivo principal é fazer com que os humanos que aqui estão, retomem sua memória secular. E milhões destes humanos tem origens extraterrestres. Eles querem a todo custo que a gente possa ver a verdade neste final de ciclo que estamos atravessando.

Este final de ciclo que você diz que estamos atravessando tem relação com as previsões sobre o ano de 2012? O alarde em relação aos Maias demonstra todo o nosso despreparo como nação humana. A informação oficial é toda manipulada pelos governos e seus interesses. Por que não explicam para a população que a Terra passa por problemas, e que isso é cíclico? Porque não falam do Projeto Haarp, que pode produzir maremotos e terremotos? O que sei é que a Terra vai mudar de dimensão, queiram os homens ou não. Não temos poder para mudar esta realidade.

Estes alienígenas que você contacta lhe falam sobre as civilizações deles? À parte o aspecto tecnológico, o quão avançados eles estão nos aspectos sociais, por exemplo? Veja, eu sempre procuro publicar livros a este respeito, para que a conversa tenha um objetivo registrado. Conexão Urano 2 e A Filha Das Estrelas revelam que todos os seres extraterrestres aliados ao Todo se preocupam com o lado ético e moral de suas sociedades. Hoje nós somos ética e moralmente iguais ou piores do que os reptilianos, por isso vivemos segundo a cartilha deles. Uma raça que mata e sodomiza suas próprias crianças, na minha opinião, não tem ética e moral elevadas para fazer parte de elevados Comandos Extraterrestres.

À primeira vista – e aos olhos de grande parte do público – teus

UM URANIANO PRESO NA RODA CÁRMICA

livros são vistos como ficção. Isto te incomoda? Sim, muitos lêem meus livros apenas como ficção, e isso não me incomoda porque a mensagem está lá, e um dia ela pode servir. Nunca sabemos o que pode acontecer neste mundo em que vivemos.Os mais despertos sabem que trabalho com a verdade. Não perderia meu tempo em escrever ficção. O que fazem por aí é trabalhar com a verdade e vender como ficção, para que seja aceito comercialmente.

Dentre todos os livros que você escreveu, quais você destacaria para quem quer começar a ler a tua obra?A Filha das Estrelas é o livro que eu indico neste momento. É um livro muito especial, que conta de forma romanceada, a presença da raça de Seres Felinos entre nós, e todos os seus porquês estão descritos ali. É necessário começar a entender como estes seres pensam, para que a gente comece a entender melhor os seres humanos. E como será o nosso futuro no planeta Terra. Destaco também, A Grande Sabotagem Reptiliana, onde revelo os bastidores de uma grande conspiração criada e arquitetada por seres que querem que os humanos sejam sempre manipulados e usados como massa de manobra em tenebrosas atividades que só interessam a eles. O livro é um despertador. Humanos precisam acordar.

LIVRO: A FILHA DAS ESTRELAS – por Fábio Del Santoro

Como acreditar que extraterrestres de aparência felina estão entre nós? Como saber suas reais intenções? Nós humanos somos o resultado parcial de uma experiência genética? Neste livro cheio de aventura e emoção, o autor Fábio Del Santoro nos leva a uma realidade fantástica, onde homens e homens felinos estão juntos, agora para preparar os humanos para a grande transição planetária. Antes inimigos, os seres da sexta dimensão buscam na Terra o resultado mais aprimorado de suas experiencias genéticas. Tudo acabará bem, sem problemas? Isto é o que você precisa conferir em “A Filha das Estrelas”.

Para ver a página original: http://www.jundiaionline.com.br/colunistas/coluna.asp?id=194

Anúncios

10 thoughts on “Augusto Branco entrevista Fabio Del Santoro

  1. Fabio, faz 25 anos que tenho contato com os seres felinos, trabalho com eles e são maravilhosos, ajudam muito aos humanos e são muito evoluidos, lindos e encantadores na sabedoria, recebo muita orientação e msgns deles, algumas publicade em meu site
    Fiquei feliz de saber do seu contato, com meu povo, como eu os chamo ha anos
    Com certeza vc é especial e um dos escolhidos
    Cte Zywwy é o mentor deles
    Abçs fraternos

  2. …”nao importa se as pessoas tratam por ficção, a mensagem está lá…” Boa 06! A verdade é uma variável independente. Nao depende de que saibamos dela para existir. As coisas simplesmente sao o que sao.

  3. “Hoje nós somos ética e moralmente iguais ou piores do que os reptilianos, por isso vivemos segundo a cartilha deles. Uma raça que mata e sodomiza suas próprias crianças, na minha opinião, não tem ética e moral elevadas para fazer parte de elevados Comandos Extraterrestres.”

    Muito bem dito. E isso ocorre em altíssimo grau. Abusos vários. A tampa do bueiro está levantada e hoje o mal fica sumamente explicitado, como se antes já não o estivesse… De qualquer maneira, não se pode mais alegar “desconhecimento de causa”.

    Gostaria de saber, se possível, a posição dos uranianos sobre a presunção de eleição do povo judeu, e do porque o Todo elegeria um grupo étnico criando viéses tão francamente ambivalentes. Diria, por exemplo, que a presunção de superioridade ariana, o famigerado nazismo, parece a contraface belicista-exeterminadora, também étnico-racial [higienista], de um povo alegadamente eleito se contrapondo a outro. Mito se contrapondo a mito, ambos perversos [“voltados para si mesmos”/ verter-para-si/ per-verter].Uma lógica de “eleição X eleição”. O povo Israelense, aliás, mostra-se bastante beligerante até os dias de hoje, desde o tempo das injunções de pilhagem, saques, estupros, dizimações sem fim perpetradas no AT, de Deuteronômios a Reis I e II, como corolário da dita eleição. Os direitos de um povo não pressupõem escravização de nenhum outro, e eu repudio tanto o Holocausto quanto a lógica do AT. Como muito se fala de sociedades já nem-tão-secretas, Illuminatis e afins, gostaria de levantar a questão desse atrelamento escritura-raça-palavra-sagrada, seja em sua forma bíblica, seja em suas outras variantes religiosas [política dos Aiatolás, por exemplo] ou “religiões laicas” [Maoísmo, Nazismo]. Não vejo diferença substancial de nível evolutivo nessas narrativas paralelas: todas me parecem igualmente nefastas. A lógica é banal: diante do eleito, os outros são: 1) subjugados/ escravizados; 2) dizimados/ mortos. Não há outras variáveis propostas. Veja as injunções de Javé/Jeová no AT. Há cerca de seiscentas injunções desse tipo no AT: “Lá está a Terra Prometida: se alguém estiver no caminho, passem-lhe o fio da espada; ofereçam-Me as primícias dos despojos [gado, rebanho] para não haver disputa entre vós; o resto, dividis; tomais para si as mulheres; matai os varões, etc, etc”. O Deus dos Exércitos sempre à frente do Povo Eleito.

    Comparemo-Lo com o “Deus dos Masai” [outro deus tribal], na África. Este perguntou ao seu povo preferido se queria “gado ou sabedoria”. Candidamente, os Masai assumiram “preferir gado”. São sinceros esses aborígenes… Dedução lógica da “oferta sagrada”: qualquer gado que se lhes aparecesse no caminho, já lhes era de direito, por antecipação e contrato divino. Na Índia, existia o ritual de demarcação de território conquistado pelos reis: até onde seus cavalos conseguissem cavalgar na terra recém empossada, sem desfalecer, seria o território legitimamente sancionado pelo Deus Indra. Os deuses colonizadores e saqueadores graçam por toda parte. Estamos diante da legitimação do bélico como sagrado. Temos, enquanto grupo humano, usado retóricas de destruição/subjugação coadunando-as com a Justiça e Bondade de uma Providência Divina.

    Isso me parece tão sério e tão entranhado no imaginário dos grupos coletivos [povos, etnias, nações, “eleitos de toda espécie”, mártires-assassinos, homens-bomba, carecas do ABC, skinheads, hutus contra tutsis em Ruanda, Ku Klux Klan, jesuítas fincando cruz em solo indígena, protestantes gritando aleluias e levando sífelis aos mesmos territórios], como o domínio espúrio de maus pais sobre crianças, como o bullying de grupos de crianças contra vítimas preferenciais, isoladas. Estas são, comumente, as mais frágeis, segundo um “critério Darwiniano de menor chance de performance como mamíferos-alfa” [os futuros-prováveis “perdedores”, os losers da vida…]: os deficientes físicos e mentais, os corcundas, os anões, os gagos, caolhos, vesgos, os de lábio leporino, etc. E frise-se: maldade esta já entranhada na criança, nada inocente, em média. Há mais crianças/adolescentes dispostos a atacar o “perdedor” [e hoje, filmar este ataque e colocar na internet] do que para defendê-lo, nesses casos. Poderia fazer um inventário de centenas de milhares de tendências igualmente funestas. Quanto disso é “meramente e demasiado humano”? Já estamos tão conspurcados em nossa hibridização [genético-cultural] com os reptilianos, que teríamos que ultrapassar talvez até nosso sistema límbico-raquidiano? Teríamos de ultrapassar os “engramas” e sedimentações biológicas inscritas no cerebelo, bulbo raquidiano, na parte “reptiliana” de nosso sistema nervoso?

    Tornamo-nos “piratas” por má influência?!

    Abraços!

    1. Obrigado por retornar amigo.
      Quanto a tantas questões, tenho uma informação dos uranianos sobre Jesus, Noé, Moisés e Abraão. Todos eles foram enviados pelo Todo em diferentes momentos da vida terrestre. Todos fazem parte do mesmo planeta, todos os 4 possuem essência semelhantes e pertencem ao mesmo nível interplanetário. Talvez isso possa ajudar no seu raciocínio em relação ao povo de Israel.
      Abração!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s