Cientistas humanos começam a criar o DNA artificial. Evolução, revolução ou perigo à vista?

Mais de 500 páginas sobre o mundo uraniano

“O próximo passo é entender que é necessário ter ética e moral aprofundados na questão. A Terra e seus cientistas não evoluem mais rapidamente nestas questões porque sofrem interferências dos setores mais poderosos como a igreja, a economia e a justiça. Existem muitos interesses escusos atrás do evolucionismo genético e esta questão será retirada das mãos dos humanos o quanto antes porque não existe um cenário equilibrado para esta questão ser solucionada. ”       O Livro dos Uranianos 

O  laboratório de biologia molecular do Conselho de Pesquisas Médicas de Cambridge, na Inglaterra, é um dos principais centros de estudos científicos do planeta. No local, trabalha o bioquímico brasileiro Vitor Pinheiro, responsável pela pesquisa que pode revolucionar os tratamentos baseados no conteúdo do DNA, o componente da célula que guarda todas as informações genéticas do organismo. O DNA, muitas vezes chamado de molécula da vida, já não tem mais a exclusividade em carregar os códigos que ordenam o funcionamento de todos os seres vivos. Cientistas usaram a controversa biologia sintética para produzir um conjunto de polímeros sintéticos – uma espécie de moléculas de plástico – que podem armazenar e copiar informações da mesma forma que o DNA faz. Mais do que isso, esse DNA sintético, que está sendo chamado de XNA, pode sofrer mutações, em um processo análogo ao da evolução natural.

Genética sintética

“O trabalho abre uma nova era, a era da genética sintética, com implicações para a exobiologia, a biotecnologia e para a compreensão da própria vida,” afirma Gerald Joyce, especialista na área, mas não envolvido com a pesquisa. Joyce fez seu comentário na revista Science, onde a descoberta do DNA sintético foi relatada nesta quinta-feira. Mas ele não deixou de dar um puxão de orelhas nos cientistas.

Ele advertiu que os cientistas que estão trabalhando com a biologia sintética devem abster-se de pisar em áreas com potencial de prejudicar a nossa própria biologia. Recentemente, um grande grupo de pesquisadores emitiu um alerta, recomendando medidas para evitar que a biologia sintética cause um desastre.  (Fonte: Revista Science)

            

UM ESTUDO COMPLETO SOBRE O COMANDO URANIANO NA TERRA

No Livro dos Uranianos, esta questão é amplamente discutida:

240. O desenvolvimento genético é o caminho para a eliminação total das doenças?

Sem dúvida, é através da genética que todo e qualquer tipo de doença será eliminada. E isso como se sabe, não interessa em nada aos grandes conglomerados terrestres que respondem pela saúde humana e que ganham milhões para produzir doenças e estancar doenças.”

XNA, o DNA sintético

Todas as moléculas de DNA consistem de quatro bases de nucleotídeos, geralmente chamadas pelas suas iniciais – A, G, C e T – montadas ao longo de uma espinha dorsal composta de açúcares e de grupos fosfato. As quatro bases principais são adenina, guanina, citosina e timina, embora os cientistas já saibam que existem mais bases no DNA natural.

Agora, a equipe internacional liderada pelo brasileiro Vitor Pinheiro demonstrou a evolução dirigida de moléculas sintéticas similares aos ácidos nucleicos – as moléculas XNA – cujo componente natural de açúcar foi substituído por uma de seis alternativas. Todas estas moléculas XNA se ligam a RNAs e DNAs complementares.

O DNA sintético, que está sendo chamado de XNA, pode sofrer mutações, em um processo análogo ao da evolução natural. [Imagem: Pinheiro et al./Science]

Evolução artificial

Os cientistas também criaram enzimas polimerases que sintetizam o XNA a partir de um molde de DNA, além de outras que conseguem transcrever o XNA de volta em DNA. Este sistema permite a replicação da informação codificada pelo XNA, o que é a base da hereditariedade – só que, agora, de uma hereditariedade artificial.

Para testar essa possibilidade, o grupo submeteu um dos polímeros, que eles chamam de HNA, a condições de laboratório semelhantes às da seleção natural. Como seria de se esperar para o DNA nas mesmas condições, o HNA evoluiu em formas que se ligam especificamente a um alvo em particular. Ou seja, está demonstrada a “evolução artificial”, ainda que induzida. 

———————————————————————————————

235. Sabemos por outras fontes extraterrestres que só existe evolução no universo através de experiências genéticas. Em sua opinião, o ser humano é uma experiência genética bem sucedida?

A HISTÓRIA DE UM CONTATO

“Eu não sou uma especialista em genética, mas posso afirmar que o ser humano passa por transformações quase diárias para que seja acelerado o seu processo evolutivo. Vocês já são maiores em tamanho do que muitas gerações passadas; tecnologicamente adquiriram tecnologia nunca vista antes e possuem grandes chances de se tornarem maiores e melhores nesta região do universo. O problema é que por outro lado, vocês são infantis, e tratam a natureza de forma equivocada. Suas relações são individuais e pueris e o DNA da violência está muito atuante entre vocês. Esta parcela de DNA que originou esta violência, foi colocada em vocês para que chegassem até aqui, para que sobrevivessem. Mas agora é o momento para que uma alteração aconteça, porque a violência que garantiu a sobrevivência dos humanos agora está se voltando contra a vida dos humanos e o Todo já deliberou que algumas raças mudem o DNA humano para que exista a extinção da violência, e que a nova raça humana caminhe daqui para frente baseada em outros valores.” Resposta de Comandante Tunia , de Urano 

———————————————————————————————-

Aplicações do DNA sintético

Nos seus comentários, o Dr. Joyce afirma que, apesar dos riscos envolvidos com estudos desse tipo, os trabalhos com a biologia sintética do XNA podem ter largo alcance. Como as moléculas do XNA, o DNA sintético, são impermeáveis às enzimas naturais que degradam o DNA e o RNA naturais, elas poderão ter usos na ciência dos materiais, no diagnóstico molecular e mesmo na criação de medicamentos.

Onde iremos para com esta descoberta? Só o tempo dirá. Os seres de Urano já deram esta resposta…

Anúncios

2 thoughts on “Cientistas humanos começam a criar o DNA artificial. Evolução, revolução ou perigo à vista?

  1. Nao vejo com bons olhos este projeto em se tratando de cientistas da Terra ligados a corporaçoes que patrocinam os laboratórios farmacêuticos, industrias de armas, sistema financeiro mundial e o petróleo.

    Este tipo de projeto é de competência e responsabilidades de seres positivos com aval do Todo. Fora disso é brincar de “deus” para seus interesses obscuros.

  2. Não concordo de forma alguma com essa aplicaçao do DNA sintético. Acredito sim, que o ser huimano desde seu principio, já deu um grande salto; ou seja, evoluiu bastante, é claro que ainda falta muito.
    Não há necessidade alguma desse DNA sintético, o ser humano já está sendo mudado naturalmente, eu posso dizer isso por experinência própria. Em 2010, fiquei de cama por 15 dias, febre altíssima q não passava por nada, dores terríveis por todo corpo, enfim passando muito mal mesmo. E de um dia para outro sara tudo. O ano seguinte idem.Esse ano ainda não fiquei, talves já esteja tudo certo, kkkkk. Então, nada como as coisas seres transformadas naturalmente, porque os escolhidos estão sendo preparados por nossos irmãos estelares.
    Caso contrário, não serão VERDADEIRAMENTE filhos das estrelas.
    abraços,
    Rosania.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s