O SOL QUE TRANSFORMARÁ NOSSAS CONSCIÊNCIAS

Desde que se iniciou esta louca busca pelo real entendimento do que os Maias profetizaram no passado sobre o Sol, incluindo mais um suposto final de mundo em 2012,venho trabalhando em busca do esclarecimento de tantos “porquês”  de forma solida. Os uranianos vinham falando sobre o Sol desde Conexão Urano 3, lançado em 2008. Agora, em 2012, a Comandante Gruvy de Urano nos explica de forma categórica sobre o que está realmente acontecendo com o Sol da Terra. E o que possivelmente já está acontecendo com os humanos. Para minha surpresa e contentamento, tudo está mudando em nossa galáxia, e não só em nosso Sol. O universo está em movimento constante e as mudanças no Sol vieram também para acelerar o  grau de mudança interna de cada ser vivo, porque as explosões solares estão despejando matéria prima que altera o equilíbrio eletromagnético dos corpos humanos. E se altera o nosso equilíbrio magnético altera também o equilíbrio eletromagnético do ser vivo que é o planeta, então, a consciência será alterada. E para melhor. Eu vou deixar as explicações mais detalhadas para você ler em Conexão Urano 6 – A Nova Consciência, mas posso falar algo agora de maneira geral, porque tudo isso vai mudar as vidas de toda a humanidade para sempre. Os céticos talvez não  demorem a aceitar que através do Sol, algo material vai interferir na percepção de tudo, de todas as coisas, inclusive na percepção deles sobre o lado positivo e o negativo das relações humanas. O que me deixa mais feliz, é que é possível entender agora como tudo está sendo feito de maneira harmônica pelo Todo, que conduz a mudança de consciência a partir de um fator que pode alterar todo o psiquismo terrestre. Na prática, parece que o Todo encontrou uma forma de alterar padrões morais e éticos de uma população inteira, sem que houvesse outra opção. Talvez seja esta a última opção dos humanos em visualizar a quarta e a quinta dimensão aqui mesmo na Terra, onde  seres negativos e não despertos não consigam visualizar de forma consciente este novo patamar de vibração. Tudo porque simplesmente as novas ondas solares estão mudando o magnetismo terrestre e isso simplesmente muda tudo. Daí começamos a entender porque o medo dos cientistas de que todo o  sistema de comunicação de satélites fique em off por algum tempo. Os donos do planeta estão perplexos, porque pela primeira vez a opção sobre a Terra não está mais nas mãos deles, e sim do Todo. A mídia oficial trará todo tipo de contra informação alertando a população de forma negativa, mas isso não terá resultado. Claro que não haverá nenhum final de mundo em 2012, mas para muitos, poderá parecer que sim, e para muitos outros, despertos, apenas o início de um novo tempo iluminado por nós mesmos e por nossa Nova Consciência.

EXPLOSÕES SOLARES PODEM ALTERAR NOSSAS CONSCIÊNCIAS

Notadamente, tenho dito através deste blog, quando perguntado sobre 2012, que segundo as informações do Comando Uraniano, a data que atribuem ao final do mundo nada mais é do que o fim de um ciclo do sol. Pensando mais profundamente, se teremos o fim de um ciclo do sol, iniciaremos outro ciclo igual? Para mim, é evidente que não. E se realmente o Sol tiver um novo papel , qual será ele? Esta resposta está sendo dada por um cientista alemão, chamado Dieter Broers. Ele afirma categoricamente através de seus estudos e pesquisas, que as perturbações significativas nos campos eletromagnéticos que rodeiam os seres humanos podem criar estados mentais similares aos provocados pelas drogas alucinógenas ou experiências místicas.

Segundo Broers, a alteração de nossos campos eletromagnéticos produzida pelas “explosões solares” ou “tempestades solares” previstas para 2012, afetaria nossa consciência e percepção da realidade. Poderíamos experimentar, em dias de alta atividade solar, alucinações e estados mentais extremamente desconcertantes ou prazerosos. Para Broers, o importante destes estados mentais, que poderíamos chamar alterados, é que nos permitiriam entender a crise global que vive o planeta como o sintoma de uma doença que pode ser curada.

Para o cientista, em seu livro “Revolução 2012” Dieter Broers nos alerta sobre as tempestades solares: “Os eventos que o Cosmos guarda para nós em 2012 poderiam comparar-se a receber um copo de suco onde alguém despejou um pouco de LSD ou ácido lisérgico sem o nosso conhecimento.

As tempestades solares de 2012 têm um lado positivo, e de alguma forma, de esperança. Broers sustenta que as alterações no campo magnético da Terra, provocadas pelas tempestades solares, alterarão nossa percepção do tempo e da realidade e, dependendo de nossa preparação, produzirão em nós experiências do tipo místico, mudanças de consciência, alucinações e talvez, poderes mentais.

UM ESTUDO COMPLETO SOBRE O COMANDO URANIANO NA TERRA

Os Uranianos não estão assim tão convencidos sobre a teoria do cientista alemão, quando se referem ao Sol. “Sim, o mundo pode acabar amanhã se vocês quiserem devido ao alto poder de suas bombas instaladas em quase toda a região que se anda na Terra. Mas a data (2012) possui mais interesse dos Maias porque eles consideravam que o Sol poderia matar o povo Maia se assim quisesse e é com o sol que vocês devem se preocupar agora. O Sol fechará um ciclo em 2012 e de lá para frente não habitará mais a Terra como habitava antes. O Sol mudará e era disso que os maias estavam falando.” 

133. Você acha que o Sol é uma ameaça viva para os humanos?

Sim, o Sol que ilumina a Terra pode partir-se em dois e com isso ocorreria uma forte onda solar sobre a Terra que seria muito perigosa para a vida no planeta como um todo. E de novo, reafirmo aqui que os efeitos do Sol sobre seu planeta já estão sendo manifestados. Os Maias entendiam muito dos movimentos solares e tudo pode acontecer na data prevista com o fim de um ciclo do sol e dando origem a um novo sol, ou apenas descargas solares avassaladoras que poderão ter um alto poder de destruição. Como já disse anteriormente, 2012 é uma data que tem mais a ver com os maias do que com a Terra de hoje. 2012 marca o fim de um dos ciclos do sol, e isso pode mudar a vida de vocês porque o sol pode se partir e criar um novo sol, ou pode mesmo criar problemas com os humanos em suas colheitas por estarem fora do eixo com as estações como aconteciam nos outros ciclos. A Terra deve se preocupar muito com os movimentos do Sol porque ele pode ser decisivo em algum momento da sobrevivência de vocês.  

Já, segundo Broers, uma tempestade solar de elevada magnitude afetaria coletivamente nossos cérebros e poderia ajudar a que tomemos consciência do dano que estamos fazendo ao planeta, e que tomemos ações para reverter a situação. “Estas descobertas também podem aplicar-se à situação atual do mundo. Se vemos a crise global como o sintoma de uma doença e olhamos profundamente dentro de nós, seremos capazes de identificar a causa atual desta doença. Enquanto nossos esforços para nos salvar se centrem nos sintomas de nossa condição, não encontraremos uma cura verdadeira. Só poderemos salvar o planeta se reconhecermos, primeiro, a verdadeira causa da doença. Este tipo de reconhecimento pode ser obtido através da influência de campos eletromagnéticos. Se, por exemplo, cada ser humano na Terra fosse exposto a estes campos eletromagnéticos, uma consciência coletiva nasceria nos seres humanos.”

Esta exposição coletiva da humanidade a campos eletromagnéticos da que fala Broeck, poderia ser provocada por uma forte tempestade solar nos próximos anos. O cientista alemão acredita que uma série de tempestades solares de alta magnitude não só provocará experiências místicas ou alucinações e mudanças de consciência sobre o dano ao planeta, senão que também poderia colocar em funcionamento partes do cérebro que nunca utilizamos.

“Estou convencido que atualmente nos encontramos no meio de um processo que compreende a restruturação de nossas redes neuronais, e que o catalizador deste processo é a elevada atividade solar-geomagnética cujas consequências são temidas por tanta gente. Porém, todos os fatos e descobertas, apontam à inegável conclusão de que a evolução nos permitirá, pela primeira vez na história humana, usar o enorme potencial de nossos cérebros.”

Para encerrar, deixo a mensagem do Comando Uraniano, respondendo a seguinte questão:

Comando Uraniano na Terra

163. Há atualmente algum projeto de ajuda ao planeta Terra?

“Sim, e eu faço parte dele e muitos extraterrestres fazem parte dele. Muitos estão ajustados para fazer a conscientização de vocês, outros para ajudar na construção de novos materiais resistentes a outro tipo de magnetismo, outros estão infiltrados nas forças armadas para desmilitarizar o planeta, outros estão infiltrados para mudar as leis da Terra e por aí trabalhamos, na confiança de que estamos fazendo um grande esforço para que vocês compreendam que chegou o momento de mudar e ampliar os campos de suas consciências. Mas o projeto começa dentro de vocês, se vocês quiserem se ajudar, fabricando um novo mundo mais equilibrado dentro de vocês e assim transformar isso em materialidade da quarta e quinta dimensão.” 

Quem viver, verá!

EL MORYA. UM LORDE URANIANO NA TERRA

Lorde Uraniano por Rosa Teubl

Em 15/10/2010, nossa amiga Nina fez a seguinte pergunta:

Oii Del, tenho uma pergunta que não tem a ver com o seu post, mas não sabia onde faze-la. No livro Tunia o Comandante Uri diz que ele atua sobre o comando do Mestre El Morya. Vc poderia dizer mais sobre a relação deste Mestre com os Uranianos, quem ele é realmente? Desde que tomei contato com a Grande Fraternidade Branca ele é meu Mestre preferido, sempre senti uma afinidade especial com ele, estou curiosa para saber mais a respeito.

Abraços Uranianos!

A resposta a seguir, foi dada pelo Capitão Vitzo:

O ser que vocês chamam de El Morya, na verdade é um uraniano de longa data.

El Morya, se aproximou da Terra com a finalidade de ajudar os humanos a se conscientizarem das verdades universais.

Ele é um Lorde Uraniano. Para que vocês entendam melhor, ele faz parte do Conselho Uraniano e é uma das autoridades mais consagradas de nosso planeta. O Conselho Uraniano não tem uma forma física entendida por vocês.  O Conselho é um conjunto de almas nobres, avançadas nos assuntos que envolvem a imaterialidade e o destino futuro de civilizações como a civilização uraniana.

Muitos de vocês  que acompanham a vida uraniana, devem se perguntar o que faria um ser tão imaterial nos arredores terrestres? Diferente de mim, que vim em missão material na Terra, El Morya veio a Terra, encarnou em vários corpos e nunca foi atingido pelas mordaças da Roda Cármica.

Ziordiak (esta é versão mais próxima que consigo chegar de seu nome original) veio a Terra com autorização do Todo para renascer sempre que necessário em corpos humanos, sem que fosse atingido por qualquer aspecto da Roda Cármica. Sua luz desembarcou no planeta envolvida por uma forte camada protetora criada pelo Raio Azul de Urano. Nada na Terra poderia envolve-lo. Pois estar envolvido por este manto significava que ele possuía capacidade para estar entre humanos sem ser atingido por eles e por suas leis. Sua missão sempre foi a de permanecer entre humanos o tempo suficiente para entregar a eles algo da sabedoria universal, assim como muitos outros anteriormente já haviam feito.

De tempos em tempos, o Todo envia seus representantes eleitos pela pureza de seu ser para que a Terra nunca se esqueça que a libertação existe e que ela está próxima. Ziordiak não é um Deus para nós, porque uranianos não cultuam deuses. Ele é considerado um dos mestres do universo, do Todo. Ele é uma alma incomum, que se aperfeiçoou com o passar dos eons.

Esta forma humana que representa seu poder, é originaria de uma de suas encarnações onde seu trabalho sobressaiu nos grupos associados da Sabedoria Eterna. Para ele, sua real forma não importa, pois ele pode ter qualquer forma, em qualquer lugar que trabalhe para divulgar as verdades universais.

As religiões ou seitas que usam seu nome e sua imagem, pertencem aos gregários seres que de certa forma colaboraram para que seus ensinamentos fossem divulgados em toda civilização terrestre.

Ziordiak, ou El Morya, é a essência de nossa civilização uraniana. É um ser espetacular, que inicia os mais novos nos nobres encaminhamentos que o Todo faz a todos os seres que são ligados a ele. Um uraniano na Terra deve sempre lembrar-se de El Morya como um iluminado ser de nosso planeta Urano, que está acima de nossas forças militares, tecnológicas ou de desenvolvimento. Ele sempre será um ponto de luz vibrante dentro de nosso coração uraniano.

Vitzo, das imediações do planeta Terra.

Click aqui e leia  também a Oração do Mestre El Morya.

Uranianos. Uma raça tipo 1, segundo o Dr. Michio Kaku

Recebi do amigo Felipe o vídeo abaixo. Já conhecia o movimento  Zeitgeist  e também já conhecia algumas das idéias revolucionárias do professor de física, o Dr. Michio Kaku. Neste vídeo, vamos nos encontrar novamente com as idéias que os uranianos tem apresentado e que estão em meus livros. Em uma surpreendente declaração, o Dr. Michio cataloga os tipos de raças que existem no universo e como estão trabalhando para esta transição planetária. Diante suas palavras, tudo me leva a crer que estamos diante de uma raça tipo 1, e você vai ver porque. Depois, vai entender porque eles estão atuando junto a nós. Simplesmente porque estamos perdidos! E não estamos fazendo nada para melhorar isso. Veja como nós humanos, estamos catalogados segundo o físico Michio Kaku.

Cientistas humanos começam a repensar Leis da Física

Quando começo a achar que os humanos e sua ciência podem ficar estagnadas devido a milhares de intereses escusos, vejo uma luz no fim do túnel. Leiam com atenção esta matéria abaixo, extraida do site IT ( http://www.inovacaotecnologica.com.br) . Depois, ao final, voltarei com algumas ponderações encontradas nos livros dos Uranianos, e também algumas palavras do Capitão Vitzo .

* * *

Uma equipe de astrofísicos está propondo uma teoria que muda radicalmente a forma como entendemos o Universo.

Em um artigo ainda não aceito para publicação em revistas científicas, o grupo afirma ter encontrado indícios de que as leis da física são diferentes em diferentes partes do Universo.

Constante alfa

O artigo propõe que uma das supostas constantes fundamentais da natureza talvez não seja assim tão constante.

Em vez disso, este “número mágico”, conhecido como constante de estrutura fina – ou constante alfa – parece variar ao longo do Universo. A constante alfa mede a magnitude da força eletromagnética – em outras palavras, a intensidade das interações entre a luz e a matéria.

Há alguns anos, físicos propuseram que alfa poderia ter variado ao longo do tempo – numa escala de 12 bilhões de anos – mas agora os físicos propõem que ela varia ao longo do espaço.

Pelos dados obtidos pelos pesquisadores, a constante alfa não seria constante, mas variável, contrariando o princípio da equivalência de Einstein, que estabelece que as leis da física são as mesmas em qualquer lugar.

“As implicações para o nosso entendimento atual da ciência são profundas. Se as leis da física passam a ser apenas ‘sub-leis locais’, pode ser que, embora a nossa parte observável do Universo favorece a existência da vida e dos seres humanos, outras regiões mais distantes podem ter diferentes leis que se oponham à formação da vida, pelo menos tal como a conhecemos,” especula ele.

Eixo magnético universal

As conclusões dos pesquisadores foram baseadas em medições realizadas com oVery Large Telescope (VLT), no Chile, e com os maiores telescópios ópticos do mundo, no Observatório Keck, no Havaí.

“Os telescópios Keck e VLT estão em hemisférios diferentes – eles olham para direções diferentes ao longo do Universo. Quando olhamos para o norte com o Keck, vemos em média um alfa menor nas galáxias distantes, mas quando olhamos para o sul com o VLT, vemos um alfa maior,” explica o Dr. Julian King, co-autor do trabalho.

A variação observada é muito pequena, não mais do que 1 parte em 100.000. “Mas é possível que variações muito maiores possam ocorrer fora do nosso horizonte observável”, especula King.

“Depois de medir a constante alfa em cerca de 300 galáxias distantes, surgiu uma consistência: este número mágico, que nos dá a força do eletromagnetismo, não é o mesmo em todos os lugares, como ele é aqui na Terra, e parece

Dr. John Webb. Phd

variar continuamente ao longo de um eixo preferencial através do universo,” explica o professor John Webb, da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália.

Se os dados se confirmarem – e não tiverem outra explicação menos revolucionária – um achado como esse poderia obrigar os cientistas a repensarem totalmente sua compreensão das leis da Natureza.

“A constante de estrutura fina, e outras constantes fundamentais, são absolutamente centrais para a nossa teoria atual da física. Se elas realmente variam vamos precisar de uma teoria melhor, mais profunda,” arrisca o Dr. Michael Murphy, coautor do trabalho.

A variação das leis da física, seja no espaço ou no tempo, sempre ocupou a mente dos cientistas. Pelas teorias atuais, uma pequena variação de alfa, por exemplo, significaria que as estrelas não produziriam carbono, a base da química que forma a vida na Terra.

É por isso que os cientistas afirmam que são as características “especiais” deste nosso ponto no Universo que criam as condições para a vida como a conhecemos, características estas que poderiam não existir em outros pontos. Uma afirmação de resto circular – poderia haver outros “pontos de equilíbrio”, que dariam origem a formas de vida diferentes da nossa, algo como “se a vida não fosse assim, seria diferente” – descartada, obviamente, a hipótese da “não-vida”.

“Embora uma ‘constante variável’ possa abalar a nossa compreensão do mundo que nos rodeia, afirmações extraordinárias exigem evidências extraordinárias. O que estamos descobrindo é extraordinário, não há dúvida sobre isso,” diz Murphy.

Talvez.  Mas tudo recomenda que se espere até que o artigo seja revisado por outros cientistas e aceito para publicação em uma revista conceituada. Resta saber, sobretudo, se os outros cientistas acharão que uma variação de 1 em 100.000 é assim tão extraordinária.

*******************************************************************************************************

109. O que é a física humana para você?

Uma ciência sendo descoberta… Estão vivendo uma fase evolutiva das mais brilhantes.

“Quando vocês falam em criar novas expectativas para o mundo humano, também me contento a observar que o caminho não foi desfeito. Os pesquisadores sérios, encontrarão uma forma humana de compreender o universo, e estes já estão a caminho. Não é porque Einstein abandonou seus estudos pela morte física, que seus estudos não continuarão caminhando sem ele. Outros virão e provarão que:

. A Lua não é exatamente o que vocês pensam que ela seja

. O universo é transparente, não escuro. A densidade de vocês não vê a transparência da Luz e de nenhuma massa não física

. As Leis da Física como os homens conhecem não são as Leis do Universo como nós conhecemos.

Por isso não entendem as velocidades, as transparências, a luz.

. Observem os astros menores e saberão como funcionam os maiores. Observem os maiores e entenderão como funcionam as galáxias.

. Observem as galáxias e entenderão como funcionam os cilindros de tempo e espaço. . . . Observem os cilindros de tempo e espaço e entenderão como funcionam os universos, paralelos e transversos entre si.

. Observem os universos paralelos e nós estaremos lá, prontos para recebê-los.”

Capitão Vitzo

Bibliografia:
Evidence for spatial variation of the fine structure constant
J. K. Webb, J. A. King, M. T. Murphy, V. V. Flambaum, R. F. Carswell, M. B. Bainbridge
Submitted to Physical Review Letters
September 2010
http://arxiv.org/abs/1008.3907