Uso da Pedra da Tunia em cães e gatos é autorizado pelo Comando Uraniano

perfil  fabio okokJá a algum tempo venho recebendo perguntas sobre o uso da Pedra da Tunia e o Raio Azul em animais domésticos e agora o Comando Uraniano nos envia esclarecimentos iniciais sobre esta prática. Entendo que as pessoas que estão despertando estão despertando inclusive para novos valores e novas práticas terapeuticas. Por isso vejo com alegria a permissão do Raio Azul contido nas Pedras de Tunia para a proteção energética destes seres lindos e amorosos que nos protegem por toda uma vida. Leiam com atenção e continuem estudando e praticando com esta nova e poderosa forma de se conectar ao Todo Cósmico e proteger a você e aos seus animais de forma eficiente.

Mensagem do Comando Uraniano sobre o uso do Raio Azul em animais terrestres

dogs and cats 1O uso da energia do Raio Azul Uraniano em animais simboliza o prolongamento do uso de nossa energia para todos aqueles que vocês amam, incluindo os seres que vocês denominam por “animais”.

Estes seres possuem um conjunto celular compatível com a energia terrestre e muitos foram implantados pelos deuses criadores para ajudar o homem em sua estabilização no planeta.

Isso nos dá a segurança de que assim como vocês, os animais que os acompanham também vieram de outros orbes e por isso possuem fortes ligações com o Todo Cósmico. Em outras palavras, estes pequenos seres que os acompanham em sua vida diária possuem carga eletromagnética compatível e por isso podem ser tratados em casos de doenças com a Pedra da Tunia e com o Raio Azul.

Os animais domésticos conhecidos como cães e gatos vivem na polaridade energética de seus donos, por isso adoecem quando seus donos enfrentam problemas das mais variadas fontes. Cães e gatos são guardiões das casas onde residem, e por isso são muito atacados por energias negativas provenientes do astral inferior da Terra.P 10 01

O Raio Azul presente na Pedra da Tunia neutraliza toda e qualquer ação magnética do astral inferior, criando uma barreira energética em seus cães e gatos. O uso da Pedra da Tunia conjuntamente entre o ser humano e o animal, cria uma barreira ainda maior, preservando assim o conjunto de células de ambos os seres de qualquer ataque magnético de origem negativa.

Para cães e gatos que já estão doentes, é necessária uma interação maior da Pedra da Tunia entre os protegidos e seus guardiões. (Donos e seus animais) Esclareço que os guardiões são os pequenos animais e não ao contrário, como pensam muitos de vocês. Amparados no ego, sentem-se como donos destes pequenos seres que cumprem sua passagem terrestre de forma rápida, trazendo alegria e contentamento para todos aqueles a quem protegem.

dogs and cats 2A interação maior entre animais doentes e seus responsáveis, se dá quando o ser humano ingere todos os dias a água com o Raio Azul e proporciona ao pequeno animal este cuidado, fazendo com possa ingerir a água com o Raio Azul de forma diária também. Outra forma é colocando Pedras maiores sobre a enfermidade do cão ou gato, estabelecendo contato direto entre a energia do Raio Azul contido na Pedra e a enfermidade do animal.

O Raio Azul terá melhores resultados se for usado de forma preventiva, tanto na água que o animal consome como o uso da Pedra da Tunia em sua coleira ou gargantilha. Todos os animais possuem suas defesas naturais eletromagnéticas, mas ao ter contato com a energia que rege o magnetismo humano, podem padecer com doenças que não seriam naturais se vivessem livres na natureza e não em cativeiro.

Os animais doentes precisam de cuidados médicos, mas afastá-los da energia do carinho e do amor dos seres humanos que sentem sua dor, é sempre mais prejudicial. Clínicas especializadas não desenvolvem o elemento natural para sua cura e muitas vezes aceleram o procedimento da morte das células que encerram a vida do animal doméstico na Terra. O ser humano magneticamente alterado para não possuir doenças degenerativas e doenças do ego, podem proporcionar aos seus animais mais força e equilíbrio para viverem por mais anos de forma saudável.

O Raio Azul da Pedra da Tunia equilibra o magnetismo de ambos (homem e animal) fazendo com que não venham a perecer de doenças não diagnosticáveis presentes na energia eletromagnética do espírito humano e do conjunto de energias sutis que regem o corpo densificado do animal.

ret 13A presença do Raio Azul em sua casa, de Pedras da Tunia colocadas em lugares estratégicos onde se concentram energias magneticamente mais densas, pode alterar toda a complexidade energética de onde moram, pois a Pedra da Tunia e o Raio Azul são monitorados e autorizados pelo Todo Cósmico. E estão em operação na Terra da terceira dimensão sobre a responsabilidade do C.URA (Comando Uraniano).

Não existe limite para a proteção do Raio Azul. Você pode ter esta proteção saudável nas mãos toda vez que entender e aceitar que esta é uma iniciativa dos seres da Oitava Dimensão de Urano. E que lhe proporcionam agora toda a proteção para você, sua casa e para todos os seres a quem você ama.

Periodicamente traremos mais informações a respeito da Pedra da Tunia e suas utilizações no mundo terrestre.

Comando Uraniano em trabalho de elucidação no planeta Terra da Terceira Dimensão
01.12.2013

Para adquirir uma ou mais Pedras da Tunia, click no banner abaixopmi store

Comer carne pode destruir a raça humana

Consumo de carne por pessoa no mundo

Segundo estimativas do Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados (Sindicarnes), cada brasileiro come, em média, por ano, cerca de 36kg de carne vermelha – cinco quilos abaixo do que era registrado há dez anos e bem abaixo dos 54kg na Argentina e 50kg no Uruguai.

Por estes dados, um homem adulto consome durante toda a sua vida (estimativa de 80 anos) 2.880 quilos de carne. Ou seja, cada pessoa em sua vida come, literalmente quase 6 bois inteiros!

Meu papel ao escrever esta matéria não é o de “Eco-chato”, de policiar se quem come carne está certo ou errado. A questão é infinitamente superior a esta.  O consumo de carne está acima das tradições culturais e dos hábitos aprofundados de consumo de carne de cada humano no planeta Terra. A questão é que o consumo de carne pode ajudar a destruir o planeta mais rapidamente. Não precisamos ir muito longe. O agronegócio no Brasil está passando o trator em cima de bilhões e bilhões de metros quadrados de mata virgem para abrir espaço para que os grandes rebanhos possam sobreviver, antes de serem mortos. Eles serão mortos pelos humanos, porque estes humanos vão ganhar muito dinheiro para que outros humanos consumam estes cadáveres e morram. Ou seja, em nome do dinheiro, o planeta Terra consome carne bovina porque quanto mais consumo existir, mais produção vamos ter. E para ter mais produção, será necessário destruir cada vez matas nativas. Cria-se um circulo vicioso e mortal. Sem matas, o planeta esquenta. O clima como um todo fica imprevisível e sem controle. O controle ambiental de doenças e pragas fica também incontrolável. Os sintomas deste descontrole generalizado no planeta pôde ser observado por todos na ultima década. Seca, chuva, terremotos e furacões apareceram como os grandes vilões da natureza no mundo todo. Destruindo o meio ambiente para alimentar rebanhos bovinos, teremos cada vez mais menos chuva, e conseqüentemente menos água. sem água, a raça humana não sobreviverá.

Voltando as contas. Se cada cidadão consome em média 6 bois inteiros em uma vida inteira, significa que os humanos consumiram algo em torno 36 bilhões de seres bovinos nos últimos 80 anos. O aspecto sinistro desta mortandade pode ser observado neste comentário do Comando Uraniano na Terra:

“Humanos matam para comer. Uranianos não matam. Nem para comer e nem para coisa alguma. Sabemos nos defender de ameaças bélicas, é verdade. Mas jamais matamos para comer porque comer outro ser para nós significa o aspecto maior da irracionalidade que vocês dizem ser típico dos animais. O animal morto para nós significa motivo de dor e não compreendemos uma civilização avançada que produz dejetos provenientes de carne de animais

Comando Uraniano na Terra

 

mortos. Um animal que morre estabelece uma ligação de dor com aquele que se alimenta daquele animal e nunca se livrará da dor do animal que foi ingerido. A energia daquele animal circulará por suas veias e órgãos até que seja absorvida totalmente por seu organismo, que um dia, perecerá na dor. Nós uranianos nos alimentamos de nutrientes existentes em nossa atmosfera e de compostos salutares que reúnem minerais básicos a nossa constituição física. Não nos alimentamos de nada que tenha sangue de nenhuma espécie, mesmo que estejamos em missões fora de nossos limites físicos e planetários. Somos quase não alimentáveis, podemos dizer assim, porque transformamos matérias não visíveis aos olhos humanos em matérias que nutrem nosso sistema funcional. Somos rígidos e fortes, mas nem por isso somos autorizados a ter que matar para comer. Isso não existe em nossa civilização e recomendamos a todos os uranianos que estão em corpos não uranianos, na Terra e em outros globos, que se abstenham de usar a carne e recursos que venham da materialidade animal para se alimentarem. Sabemos que em muitos mundos,

Mais de 500 páginas sobre o mundo uraniano

 

principalmente na Terra, muitos desejam libertar-se dos hábitos selvagens de matança animal para nascer para um novo mundo. Mas poucos conseguem libertar-se da materialidade do alimento animal porque seus corpos precisam de muitos elementos minerais e protéicos encontrados nestas matrizes de origem animal. Ora, nós conhecemos bem particularmente a estrutura física dos corpos terrestres e compreendemos que isso não é mais necessário devido à evolução que estes corpos tiveram ao sobreviver milhares de anos em condições adversas. Humanos encontrarão fontes ricas de abastecimento celular em matrizes orgânicas de fácil acesso e com isso, se desligarão da matança de animais de sangue quente por simplesmente não precisarem mais deste tipo de energia. Nós não sabemos o que acontece com vocês no momento em que estão quase rompendo o limite da terceira dimensão para a quarta. Só sabemos que isso tudo que viveram até hoje não contribui para que vocês possam entrar na quarta dimensão. Não veremos um homem macaco com um osso de animal entre os dentes na quarta dimensão. Isso vocês podem ter certeza. Mas queremos encontrar um humano intergaláctico que respeita as diferenças dos reinos que terá de conviver daqui para frente. Reinos onde não se derrama sangue para se alimentar. Reinos onde se derrama amor para poder entrar”.

Porque os seres de urano retiram animais e plantas da Terra?

O livro dos recordes, Guinness Book, na edição de 2005, mostra que  o Brasil apresenta o maior índice de desmatamento do planeta. Florestas que ocupavam área do tamanho do estado de Sergipe desapareceram anualmente do território entre 1900 e 2000, segundo registra a publicação. A média anual de perda de florestas foi de 22.264 mil quilômetros quadrados no período. Pesquisadores brasileiros confirmam a informação. A Amazônia perdeu 17% de cobertura florestal, principalmente nos últimos 50 anos. Juntos, os biomas Mata Atlântica, Amazônia, Cerrado e a formação florestal Araucária perderam 3,6 milhões de quilômetros quadrados.

O pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Carlos Nobre, admite que o Brasil tem a maior área desmatada em função do tamanho do país. Nobre reconhece que os dados do Guinness não são dignos de comemoração, mas lembra que o desenvolvimento de países como os Estados Unidos e as nações de toda a Europa se deu às custas da devastação ambiental de suas áreas. Os EUA têm muito pouco de sua cobertura vegetal original, muito desmatada no século 19 para dar lugar às plantações agrícolas e, mais tarde, às indústrias. A Europa perdeu suas florestas desde a Idade Média, devido ao crescimento populacional. O coordenador do programa Monitoramento do Desmatamento em Formações Florestais na Amazônia Legal (Prodes) do Inpe, Dalton Valeriano, que acompanha o desmatamento na Amazônia, conta que o destino mais comum das terras desflorestadas na região é a pecuária. Em segundo lugar, vem a agricultura. O ritmo de desmatamento na Amazônia registrou escala sempre crescente nos últimos cinco anos. As estatísticas são computadas de outubro a outubro, por isso os dados se referem ao monitoramento de dois anos correntes. Em 2002/2003, por exemplo, a taxa de desflorestamento na região foi de 23.750 quilômetros quadrados. A Amazônia Legal tem hoje 615 mil quilômetros quadrados desmatados. Sua área original era de 4,9 milhões de quilômetros quadrados e, agora, é de 4 milhões de quilômetros quadrados. A diferença entre o tamanho atual e o que foi desmatado é que a Amazônia Legal é também constituída de cerrado, campos inundáveis e espelhos d`água.  (Fonte: Agência Brasil)

Na seqüência, vejam o que o Comando Uraniano diz no LIVRO DOS URANIANOS

“Na Terra, temos uma forma de contato em crescente movimento, porque fomos atraídos por suas belezas naturais e pelo esplendor de sua natureza, pois para um povo de pesquisa, é ideal que tantas espécies de sua flora e fauna sejam catalogadas e retiradas para pesquisa e preservação. Tanto que temos em nossas naves maiores, ou naves – mãe, um celeiro de plantas e um zoológico que imita as condições naturais da Terra para que animais e plantas sejam

Mais de 500 páginas sobre o mundo uraniano

 

preservados. Eu sei que muitos de vocês poderão dizer que não temos direito a este empréstimo de seres biológicos para nossa nação, mas saibam que todos eles foram criados pelo Todo universal e que o Todo nos permitiu para fins de estudos e procriação, trazer para nossas naves uma quantidade limitada de seres animais e plantas, onde tivemos a oportunidade de estudar o plantio e o habitat natural para que se desenvolvam e sobrevivam. Talvez até uma forma de salvar algumas espécies que vocês estão destruindo. Com a destruição de matas e habitat naturais, um dia vocês precisarão delas para cultivar a Nova Terra.”

Qualquer semelhança com Noé e sua arca (arca ou nave?) não será mera coincidência.