A falsa materialidade dos humanos

Vamos supor que a vida na Terra seja algo infinitamente material. E que vocês humanos não sabem e não percebem que esta vida pode ser completamente ilusória. Vamos supor que esta mentalidade chegue a vocês somente agora e que talvez vocês nunca tenham pensado nisto antes.

Vamos supor também que a vida na Terra não é a única no universo. Que a matéria dos corpos de vocês é densa, mas ilusoriamente densa. À medida que gravitamos no espaço, caminhando por várias plataformas das mais variadas galáxias, aprendemos que somos seres feitos de matéria orgânica, com densidade capaz de suportar a dimensão que se aproxima do corpo.

Então, vocês humanos, suportam uma dimensão de estratosfera volumosa, capaz de subtrair de naves espaciais densas, o comando de toda uma operação. A densidade da Terra também protege os humanos de uma invasão armada por seres negativos do universo.

Somos tão imateriais quanto vocês são materiais

A densidade material da Terra promove a física dos encontros entre corpos materiais que proliferam sem fim por toda a superfície. Muitos seres de outros planetas não agüentam o excesso de materialidade. Fogem para outros planos dimensionais porque lá a matéria é menos densa e o todo desta matéria complementa o estado do ser que se aproxima dele.

A materialidade da Terra está ligada aos seus habitantes assim como seus habitantes estão ligados a esta materialidade. Vocês, quando perdem seus corpos materiais devido ao excesso de materialidade terrestre, abrigam-se somente em seus corpos espirituais, mais leves e mais finos, perfeitos para habitar uma densidade mais leve, uma dimensão mais leve e ampla, digamos assim.

Quando isso acontece, na maioria das vezes, temem estar ficando loucos ou temem estar mortos, quando realmente não estão. Apenas mudaram o aspecto dimensional de seus corpos para habitar uma dimensão ou micro dimensão próxima aos aspectos materiais da Terra. Vocês chamam de fantasmas a vocês mesmos quando perdem o corpo denso e resolvem habitar o aspecto denso da Terra por mais algum tempo.

A ilusão de que a materialidade da Terra é tudo, chega a complicar o entendimento da vida universal, do Todo e de toda a complexidade da vida existente no universo. Vocês são seres materiais, porque em parte da vida de vocês, habitam planetas da terceira densidade, que é uma dimensão apropriada para algumas coisas, mas não para todas as coisas e seres.

Quando uma alma como a minha cria um corpo físico imaterial (espírito), para poder habitar um corpo físico material, que é o corpo humano, eu como um ser de Urano da quinta dimensão estou absolutamente ciente que este corpo imaterial terá um sem fim de reencarnações até que se prove a não mais necessidade deste fato ocorrer.

Materialistas não acreditam no que não conseguem ver

Então, diante da materialidade ilusória de um corpo humano, que possui reais características para habitar um planeta tridimensional como a Terra, é que apresento outras características do corpo humano quando não habita mais o denso aspecto material da Terra. O que vocês chamam de espiritismo, que na verdade é a ciência do corpo não material que vocês possuem, demonstra a real capacidade que as mentes humanas possuem para entender os aspectos divinos de sua formação. Eu sou um uraniano, não possuo um espírito, porque somos compostos de um corpo anímico (alma) e um corpo físico para habitar um planeta de baixa densidade no aspecto material. Quanto maior a dimensão, mais baixa a densidade e por isso, possuímos corpos quase imateriais ao olhar confuso dos seres da Terra.

Um corpo humano não material (espírito) poderia habitar outras esferas por curtos espaços de tempo. A imaterialidade humana ainda é densa perto dos aspectos imateriais do universo. Os habitantes das ilhas que circulam a vida na Terra, as chamadas micro-dimensões terrestres ou até mesmo denominados por muitos de vocês de planos espirituais, absorvem todo o tipo de vida, reproduzindo os padrões terrestres em minúsculas densidades onde o corpo não material de vocês  sobrevive sem fim.

Então, vamos lembrar que vocês possuem um corpo para habitar a Terra e outro corpo para habitar outras densidades mais leves, porém, bastantes materiais dentro de um aspecto universal. O que quero explicar é que existe sempre uma confusão partida de vocês quando precisam observar os aspectos originários dos seres da Terra.

Quando estive no planeta Terra a quinhentos mil anos com meu próprio corpo uraniano,  pude caminhar por sua floresta por alguns instantes e morrer nela. Porque a materialidade de nossos corpos dimensionais de quinta dimensão ainda abrigava a possibilidade de transitar em planetas com aspectos da  densidade terrestre. Hoje, nenhum uraniano pode transitar em seus espelhos de água e suas florestas sem que habite um corpo humano ou habite um corpo uraniano de quinta ou quarta dimensão. Portanto, não é nada fácil para nós.

Eu habito uma de suas micro-dimensões. Hoje posso dizer que estou habituado com a materialidade humana porque reencarnei muitas e muitas vezes em corpos humanos. Hoje habito com meu corpo original uma micro dimensão terrestre que me permite ser como sou, e observar os aspectos da falsa materialidade terrestre que vocês tanto acreditam.

Até breve!

E não percam o amor solidário que possuem por seus corpos materiais e pelo corpo físico do planeta Terra.

Comandante Vitzo, ao redor do planeta Terra em missão de esclarecimento.

POR QUE O TEMPO ESTÁ PASSANDO RÁPIDO DEMAIS?

Toda vez que converso com o Capitão Vitzo, de Urano, sou surpreendido por raciocínios não tão lógicos assim para a mente humana.
Outro dia, começou a me explicar sobre fatores do tempo na Terra. Ele me disse:

“O tempo da Terra é como um ventilador parado que começou a rodar cada vez mais rápido de uma hora para outra”.

Eu estava comentando mentalmente com ele sobre como o tempo está passando rápido demais, não só para mim, mas para todos. Perguntei-lhe se era só uma sensação e ele foi rápido na resposta.

“Não é só uma sensação, é a mais pura realidade. Imaginem que o tempo da Terra seja representado por um velho ventilador de hélices paradas. As hélices na verdade representam a condensação da energia na terceira densidade, aparentemente parada, estática. Vocês todos são capazes de ver as hélices paradas e sua total materialidade.
Mas algo está acontecendo que o ventilador, que antes estava parado, começou a movimentar suas hélices de uma hora para outra. O “hora para outra” iniciou-se em 1994 no tempo de vocês, mas que somente os mais sensíveis perceberam. Agora, no ano de 2009, vocês estão olhando para o tempo e não estão conseguindo mais entender o que está acontecendo. É como se olhassem para o ventilador e não conseguissem ver mais as hélices paradas, e sim, uma imagem única, girando cada vez mais rápido. É exatamente isso o que está acontecendo com o tempo de vocês, e as pás do ventilador começaram a girar mais rápido porque vocês estão mudando de dimensão.”

Eu entendi com esta analogia que ele estava querendo me dizer que a velocidade e o tempo terrestre estavam intimamente ligados, ou seja. Quanto mais velocidade aplicada à matéria, a sensação material da dimensão ficaria menos densa, o que sugere aos nosso olhos da terceira dimensão que seja menos material. Ou seja, a velocidade do nosso tempo está alterada e com isso, não conseguimos mais “parar os olhos” sobre algo porque outro fato já se sobrepõe e parece que estamos sempre atrasados, e na realidade estamos mesmo.
Ele continuou:

“Para nós de urano existe o espaço luz, e é assim que medimos o tempo, que não existe para nós como existe para vocês. Dentro de uma densidade existem vários “espaço luz” , que na verdade são como blocos de tempo girando em velocidades alteradas, quanto mais rápidas,menos materiais são. Quando uma nave alienígena atravessa o bloco de tempo de vocês, ela só será vista quando diminuir a velocidade a ponto de se materializar na terceira densidade, e voltará a ser uma forma plasmática quando acelerar para outro bloco de tempo menos denso. O que quero dizer com isso é que seus olhos materiais já não servem mais para entender o que vêem, porque muitas coisas só poderão ser vistas ou fotografadas pelas máquinas modernas, que conseguem registrar coisas que simplesmente estão em outro bloco de tempo mais rápido do que a vista humana pode ver.
Lembrem-se que matéria condensada nada mais é do que luz condensada, e luz é energia.
Toda energia quando aplicada a determinadas velocidades constantes, muda o estado da matéria.

Vocês estão em plena transição de tempo e não se apercebem disso. Existem vários blocos de espaço luz espalhados pela Terra correspondentes a quarta e quinta dimensões e por isso, aos olhos de vocês as coisas acontecem “de uma hora para outra”. Estes blocos de “espaço luz” estão girando a uma velocidade incompreensível para a mente humana, que precisa aos poucos se adaptar as novas densidades existentes no planeta e as novas velocidades temporais que existem nele. Esta confusão que está sendo criada mexe com toda a constituição física de vocês com tudo o que é material sobre a Terra. Entendam que toda a mudança não acontece de uma vez só, ela é feita por partes, e hoje já existem pessoas que não entendem mais os valores da terceira dimensão porque já estão vibrando com seus corpos materiais na quarta e quinta dimensões do ser. Estes seres humanos devem apresentar sintomas típicos da quarta e quinta dimensões, que é não ter mais preocupação com o tempo e sim com as realizações pessoais e planetárias, mesmo que isso aparentemente só interesse a elas.”

Na próxima semana o Capitão Vitzo continua explanando sobre o tempo e a velocidade, e ele nos explicará porque o tempo da terceira dimensão é conhecido no universo como “o tempo da pirâmide”.

AOS XIITAS DE PLANTÃO SÓ RESTA A ESCURIDÃO

Eu realmente me assombro não com espíritos e nem com fantasmas, mas com os comentários dos  xiitas de plantão. Se você não sabe o que é um xiita de plantão, eu explico. Geralmente é um  sujeito que condena o que não conhece profundamente, mas aquilo que “ouviu falar”. Vocês sabem  que posso escrever sobre muitas coisas, mas tenho me aprofundado nas questões espirituais e  ufológicas, porque neste momento estou voltado para isso. Como não gosto de superficialidades, quando entro em um assunto é pra valer, e vejo todos os lados da questão.

Tenho sido um cidadão coerente com meus dons, ou seja, não tenho negado em público que vim para esta vida com algumas qualificações que são essenciais para cumprir minha programação terrestre. Uma delas é a telepatia, e a facilidade de entrar em contato com seres de outras dimensões e do mundo espiritual terrestre. Sou assim desde garoto, estou acostumado com isso e fui de certa forma treinado para fazer o que estou fazendo agora.

Nos últimos anos tenho observado o grau de mediocridade de pessoas interessadas nestes assuntos, principalmente os que se dizem ser de uma corrente tipo “ufológica cientifica”, ou em outras palavras, aqueles que detestam qualquer relação com a espiritualidade

Novamente me espanto, porque como alguém pode supor que estando na Terra, não existe espírito ou espiritualidade envolvendo um corpo, uma inteligência? Eu não sou espírita, mas simpatizo com algumas linhas espirituais mais avançadas, que não tornaram o “Livro dos Espíritos” uma cadeia em si mesmo, e seguiram sim, os excelentes tópicos relacionados por Kardec em seus livros.

Os xiitas de plantão não aceitam nada disso. Chamam os excelentes apontamentos de Kardec sobre vida em outros planetas de “religião” e que nada pode ser provado. Alguns vão mais longe e partem para o xingamento puro e simples também deste autor, e do autor da doutrina espírita.

Misturam tudo no mesmo caldeirão. Querem mesmo é tirar uma fotinha do ufinho para provar para os amigos e ficar enviando videozinhos falsos de naves feitas em computador.

Ora meus amigos, paciência tem limite. E a minha anda acabando por notar que entre milhões de pessoas existe a ignorância, o analfabetismo cientifico e o deboche infantil de muitos que não têm o que fazer de suas medíocres vidas, a não ser de plantar o negativismo exacerbado.

Para eles, xiitas de plantão, resta a escuridão. Para os poucos que conseguem ver, resta o discernimento e o bom senso da avaliação dos fatos espirituais e ufológicos com a naturalidade que estes fatos devem ter. Estes poucos sabem que estes fatos são naturais e que para entender o simples é necessário ser simples, e estudar, estudar muito.

Por falar em estudar, reproduzo algo aqui que me chamou muita atenção, retirado da Revista Espírita, de Março de 1858:

Marte: vida inferior à da Terra (Obs.: esse registro corrobora a longa “nota de rodapé” inserta na questão n° 188 de O Livro dos Espíritos, de Abril/1857);

Urano: habitantes com moral mais elevada do que a dos terrestres;

Júpiter: o mais avançado dos planetas do Sistema Solar. Seus habitantes: corpos de conformação semelhante à terrena, mas de maior leveza;deslocam-se roçando ao solo, sem fadiga (como os peixes e as aves);na morte, os corpos não são submetidos à decomposição pútrida: dissipam-se;alimentam-se de frutas, plantas e emanações nutritivas do meio ambiente;expectativa de vida: cerca de 500 anos (quase não há doenças);infância: dura apenas alguns dos nossos meses;linguagem: quase sempre de espírito a espírito (mas há, também, a linguagem articulada);ocupações: puramente intelectuais;vidência (segunda vista): permanente, para a maioria dos habitantes;animais: mais inteligentes que os animais terrestres, mas sem se aproximar do nosso nível; são encarregados dos trabalhos manuais;arquitetura: na Revista Espírita de Agosto/1858, em anexo, foi distribuído detalhado desenho de uma habitação em Júpiter (a casa de Mozart), desenho esse realizado por médium desenhista, muito elogiado por Kardec; entrevistado, mediunicamente, Mozart declarou que tem Cervantes e Zoroastro por vizinhos.

Fico feliz em encontrar estas anotações de mais de 150 anos atrás, onde são colocadas informações condizentes com meus apontamentos sobre os seres de Urano e sobre outros seres do sistema solar. Não provam nada, é verdade, mas este despenhadeiro entre seres que sabem e os seres que não sabem e querem provar, sempre existirá no conjunto da Terceira Densidade Terrestre (3D). Na época de Kardec existiam os xiitas também, que perseguiram a doutrina espírita e seus seguidores por anos a fio. Estes mesmos deixaram descendentes espirituais, que reencarnados, continuaram sua perseguição, entre muitos que entenderam a verdade ao evoluir, e passaram a defender a evolução terrestre diante do universo como ponto fundamental. Ora, penso eu , diante de tais fatos, quem são os xiitas diante de tanta magnitude e explendor, diante de tanta vida e tanta perfeição? Nada, é claro.