Constantino. Um imperador Cristão? Ou mais um reptiliano em ação?

constantino

Conhecimento na palma de sua mão, agora em formato Pocket BooK

Muito bem. Acho o Natal uma data interessante para sabermos um pouco mais sobre o Imperador Constantino, a quem o catolicismo se refere como o criador da Igreja Apostólica Romana, ocorrida 300 anos depois da morte de Jesus. Encontrei um documentário interessante sobre este personagem, onde podemos perceber claramente que em nome de Jesus, Constantino fez o que queria com sua espada. Derramou bastante sangue. Tudo para conseguir poder em nome de um Novo Deus. Uma espécie de Nova Ordem Mundial da antiguidade, onde ele sacrificou pessoas à morte, não por amor a Cristo, mas sim por amor ao poder. Mas deixarei você pensar sobre isso. Veja o documentário. Vale a pena, porque é super bem produzido. É claro que ele está longe de ser definitivo, mas é bom para iniciar seus conhecimentos sobre esta figura que em nenhum momento, usou dos verdadeiros atributos cristãos para justificar sua ascensão. Espero que você  entenda porque os seres de urano no livro “Conexão Urano 5 – A Grande Sabotagem Reptiliana”, falam sobre o verdadeiro objetivo da vinda de Jesus quando o Império Romano era guiado pela cartilha reptiliana. Reparem também que no vídeo, em diversos momentos aparece o Imperador Constantino com um símbolo empunhado por sua guarda, logo atrás de sua cabeça. Uma cabeça de dragão? Acredito que sim. Afinal, eles sempre estiveram por trás de todos os movimentos humanos. O Imperador Constantino representa um autêntico perfil da forma reptiliana de atuar e de manipular humanos em prol de poder, sangue e glória.