TEMOS MEDO DOS HUMANOS!

Em contato com o Capitão Vitzo de Urano, percebemos a necessidade de tocarmos no assunto “abdução”, e é interessante o ponto de vista deste extraterrestre positivo, e o que o leva a fazer a declaração acima. ****************
O que vocês humanos chamam de abduções, eu chamo de experiências não permitidas para seres humanos.  O que quero dizer é que quando uma raça leva um ser humano para sua espaçonave contra a sua vontade, quer dizer que esta raça está cumprindo um cronograma de trabalho. Este cronograma de trabalho existe em todas as nações que visitam a Terra e foram permitidos pelo Todo desde que contenham explicações para tal feito.

Raças menores em evolução abduziram muitos humanos em séculos! Isto não foi permitido pelo Todo. O Todo não abduz e não permite a abdução pura e simples. Ele permite a abdução para que a cosmologia seja sempre alterada indicando a evolução.Uma abdução seguida de evolução pode ser considerada algo de grande valia para o universo, porque informações são prestadas para outros seres que realizam trabalhos para o bem do cosmos e da vida espacial.
Atos violentos contra animais e humanos não correspondem ao padrão utilizado pelo Todo. As nações que simbolizam o Todo fazem abduções, mas o termo é pesado demais para esta atividade. O contato induzido seria melhor, e medidas são tomadas para que as pessoas envolvidas em contatos com seres de outros globos não se tornem perigosos e nem traumáticos.

O objetivo de pesquisar as emoções humanas, as condições físicas de um cidadão ao conviver com os venenos das grandes cidades e com as limitações do campo, podem trazer novos conhecimentos ao Todo para que a vida na Terra seja melhorada. E como fazer isso sem ter contato com cidadãos da humanidade? Não é possível.

Ao contrario de homens dissecadores de corpos, que estraçalham entranhas para ver o que guarda um peito de um ser extraterrestre, nós, os alienígenas, como vocês dizem, não estraçalhamos o corpo de ninguém, porque isso não é permitido pelo Todo. Tirar vidas não é o objetivo de nenhuma observação humana.
Pessoas foram machucadas por seres nefastos, e eles existem, quando a Terra era um parque infantil a céu aberto, a regra de bons tratos foi desrespeitada muitas vezes por nações não aliadas ao Todo. Nos dias de hoje, nações procuram humanos para troca de idéias e conhecimentos, e não para destruir ou atacar.

As nações bélicas, sem ética ou moral elevado, foram banidas do espaço terrestre e as que ficaram estão sob a mira do Comando Estelar, prontas para serem devolvidas ao espaço ou destruídas. Não defendo a abdução, mas defendo o contato entre seres universais, e os seres humanos caminham a passos largos para se transformarem em seres do universo, e não mais apenas seres planetários.

Pensando no comportamento humano durante séculos, o homem abduziu milhares de seres do mundo animal, retirando-os de sua natureza para experiências cruéis em seus laboratórios. Isso ainda é feito, assim como o próprio homem abduz o próprio homem quando o retira de sua casa e o leva para outro país ou região, isso sem falar no seqüestro de crianças.

Milhares de adultos e crianças simplesmente são abduzidos por outros seres humanos, que submetem outros seres humanos a torturas horripilantes que na maioria das vezes os levam a morte. Nós temos medo dos seres humanos porque vocês ainda carregam o gene da violência e isso não corresponde mais ao ser que o Todo quer para habitar a Terra na quarta e quinta dimensões.

Espero que não tenha sido em vão o meu empenho em explicar que humanos são abduzidos por humanos, e muitas vezes foram abduzidos por seres tão perversos quanto humanos. Mas que estes seres foram afastados, e que precisam ser encontrados os que ainda restam na superfície terrestre. Saibam que os extraterrestres positivos não aparecerão para seres perigosos, que possuam atitudes negativas para com o próprio homem e para com a natureza. Saibam que estes seres serão esquecidos por nós, no trafegar dimensional que todos estão esperando.

Saibam que seria estupidez fazer com que um ser humano fosse levado por nós sem sua vontade e consentimento. O Todo não é cruel e não permite crueldades, mas assim como homens negativos, existem seres de outros planetas com índole semelhante. Saibam que isso é verdade, mas não é a verdade absoluta. Pois estes seres, assim como os humanos, um dia não terão mais a violência em seus pares genéticos, e sairão do oceano escuro que os cerca na imensidão do universo, para recantos iluminados onde o amor universal e o sentimento de coalizão com o Todo permanecem intactos. Que as palavras deste irmão do universo sejam bem entendidas e respeitadas.
Capitão Vitzo

Anúncios

ROSA TEUBL . UMA CONEXÃO DE AMOR PELA ARTE EXTRA-DIMENSIONAL

Tunia retratada por Rosa Teubl

Desde que eu comecei a divulgar o trabalho dos uranianos, as pessoas me perguntavam como eles eram. Eu já havia visto a Comandante Tunia em sonhos, e também em mentalizações. Ela é um ser dimensional. Habita a nona dimensão. Não se sente tão bem aqui entre nós e seu corpo sutil só pode ser visto por humanos muito sensíveis ou máquinas fotograficas muito sensíveis. Ela pode aparecer para nós como apenas uma onda de calor, um gás ou de forma fluídica. Acredito que ela possa parecer de forma holográfica, mas se isso acontecesse, saberia que ela não estaria presente, e que isso seria apenas uma ilusão holográfica. Muito bem. Tudo isso  que acabei de descrever vai ajudar você a entender o trabalho extradimensional da artista que captou pela primeira vez, o rosto da Comandante Tunia. A arte de imprimir energia extra-dimensional em tela é algo que poucas pessoas na Terra podem fazer. Eu conheci uma delas. O seu nome é Rosa Teubl. Ela é realmente uma pessoa muito especial, e que faz um trabalho muito especial. Com sua sensibilidade, ela consegue transitar entre as dimensões, e captar a energia de um determinado ser que esteja conectado com a sua energia aqui na Terra. Em seu atelier, aqui em São Paulo, Rosa tem em sua parede uma infinidade de quadros onde imprimiu na tela a energia de seu anjo e de seus mentores, amigos espirituais. Para mim, ela reservou uma grande surpresa. Ela foi a primeira pessoa a captar com exatidão a energia de Tunia, um ser de urano que me acompanha em minha vida e nos meus trabalhos literários relacionados a extraterrestres. Rosa conseguiu se conectar a energia uraniana de Tunia, que estava presente e aos poucos, com a orientação precisa de minha amiga uraniana, tivemos este resultado que tenho muito orgulho em mostrar para todos vocês que acompanham este blog. Para quem quer conhecer melhor este trabalho fantástico, o site da Rosa é: www.rosateubl.com.br

Um corpo. Duas consciências.

Não.
Não se trata de bipolaridade. E muito menos de esquizofrenia.
Estas definições são bem conhecidas hoje em dia, principalmente nas grandes cidades, onde se concentram mais bipolares e esquizofrênicos por metro quadrado. Virou moda tomar remédio tarja preta e achar que tudo bem. Cuidado, não perca contato com sua alma original.

Eu tive a idéia de escrever esta matéria, baseado em uma parte do livro “ Conexão Urano 2”, onde os amigos de urano explicam como é ter a consciência terrestre e a consciência da alma, e no caso, uma alma uraniana, conez 2extraterrestre.
Vamos relembrar um pequeno trecho deste raciocínio:

“Se você ainda não sabia, é bom que se possa acostumar-se com a ideia de que em um cérebro humano cabem muitas informações e vocês o utilizam muito pouco porque não sabem como faze-lo. Usam em média 10% do que poderiam usar, e conhecem muito pouco sobre esta prestigiosa caixa cerebral humana, dádiva de muitos povos que estiveram inseridos entre vocês.

Em uma aproximação rápida, podemos dizer que a caixa cerebral humana participa de quase tudo o que gira a sua volta, mas seu controle ainda é obtuso porque a mente humana não segue um padrão estelar de comportamento. O que quero dizer com isso é que a mente uraniana segue padrões rígidos de comportamento e performance e nós usamos 90% de nossa capacidade de analise e poder mental.

O que isso significa verdadeiramente é que o poder mental que vocês tem hoje na Terra, com raras exceções chega próximo ao cérebro do maior parente do reino animal que vocês possuem, o cérebro simeo. Eu não compreendo como vocês não evoluíram neste aspecto, porque o cérebro animal está em 50% de sua utilização total . O que comprova que os humanos estancaram em seu crescimento cerebral nos últimos milênios.”

Em outras palavras amigos, será que não chegou o momento de pararmos para pensar sobre isso? Se o cérebro animal está com cerca de 50% de sua utilização total, e nós, seus parentes mais próximos, utilizamos apenas 10% da capacidade mental, o que é que aconteceu?
Será que fomos desviados de nosso caminho natural, que seria o de evoluir com o conjunto de informações pertinentes a seres que vieram das estrelas, e que na verdade, formam o nosso complexo aparelho humano? Humm…precisamos pensar sobre isso, porque não faz sentido.
Continuando:

“Claro que isso é simultaneamente reversível a partir do momento que as mentes uranianas e de outros povos do universo começarem um novo processo de desestagnação do cérebro humano em prol de uma humanidade melhor.


Também sei que isso não será fácil e por isso vamos disfarçados de humanos para vocês não ligarem para as formalidades da forma e basear suas descobertas somente no conteúdo das formas.


O alcance de uma mente uraniana embutida em uma mente humana é brilhante, capaz de expandir o córtex natural de um humano em 50% ou 60%, nos melhores dos casos.


Se chegarmos a 40% já nos daremos por felizes, porque isso garantirá novas descobertas e descortinará uma maior movimentação da raça humana em direção a paz, ao sucesso controlado pela emoção e a disseminação das guerras.


Humanos dirigidos por mentes uranianas apresentarão mudanças em seu dna a partir do momento que se conscientizarem que possuem também mentes uranianas, e isso não deve ser considerado um horror ou uma abdução, como dizem vocês.


Devem sentir-se normais e tranqüilos  porque é a confirmação que são seres uranianos baseados na Terra, buscando a dimensão maior da mente terrestre em corpos terrestres.”

Puxa, que medo, você deve estar pensando. Uma mente extraterrestre comandando minha mente terrestre. Eu entendo isso de forma muito natural e simpática, porque, de certa forma, somos abduzidos todos os dias pelas informações da tv, que nos fazem pensar assim ou assado. Elas embutem no seu cérebro mensagens subliminares de consumo ou formam uma opinião que na maioria das vezes, não é a sua. Não é o culto a celebridades que vai expandir sua consciência. O culto a celebridades só gera dinheiro para as celebridades, só isso.  Apenas para dar um exemplo.

O que entendo é que, as pessoas de origem extraterrestre, ou melhor, pessoas com alma extraterrestre podem contar com a ajuda de suas almas originais, que possuem ensinamentos e conhecimentos universais, e que ao voltarem ao corpo terrestre, respeitando as leis carmaticas que comandam o padrão terrestre de evolução, perdem tais qualidades porque a mente humana é limitada e foi criada para trabalhar neste aspecto dimensional.

Ou seja, a proposta é iniciar um lento e gradativo acesso a sua mente original, seja lá de onde ela seja, Mas, por favor, não conte isso ao seu médico. Ele pode lhe receitar um tarja preta em questão de segundos. Tudo porque queremos evoluir com a mente universal, e aqui entre nós, fazer nosso cérebro se expandir em muito mais do que 50%, índice já brilhantemente conquistado pelos nossos parentes mais próximos, os macacos.

Para encerrar este assunto tão polêmico, mais um trechinho:

“Humanos com expansão da mente uraniana começam a trabalhar em sintonia com o cosmos, e não em sintonia com as leis terrestres.

Isso significa um maior aproveitamento de todo o conhecimento universal em prol da vida na Terra. Estes cidadãos começam a tomar atitudes diferenciadas aos padrões terrestres e não registram apego por nada que não seja cósmico.”

Arte: Glória Costa

Vocês vivem dentro de uma pirâmide

Continuando no ciclo de matérias orientadas pelo Capitão Vitzo, de Urano, hoje vamos falar de triangulos e poliedros e o que eles tem a ver com a terceira, quarta e quinta dimensões.

********************************************

A trajetória de um homem na Terra não poderia ser diferente porque a raça humana vive dentro de uma pirâmide no “tempo luz”. Posso explicar melhor.

A terceira dimensão tem como base a altura, a largura e cumprimento (profundidade).São os parâmetros de um triangulo poli-angular, que formam as pirâmides poli-angulares. (Poligonas)
A quarta e a quinta dimensão não são feitas de formas poli-angulares, e sim de formas poliedrais.

Poliedros são formas absolutas em si que resultam em formas complexas diferentes, mas que reproduzem em grande escala a luz, quando inseridas em seus campos de ação.

Ora, quando a luz invade um espaço poliédrico, ela se distribui em milhares de cantos poliédricos que resultam em matéria condensada não abusiva, ou melhor, a luz se distribui de maneiras e formas diferentes criando matéria diferente em cada lado.

No que se refere aos poli-ângulos, na verdade a luz não se distribui com tanta velocidade e muito menos de várias formas porque seu interior não comporta um número infinito de portas para a luz transformar-se em matéria densa.

Como luz e velocidade se aplicam na formação do que vocês chamam de tempo, ele se alarga na formação tri-angular da terceira dimensão, e se dissolve na formação poliedral da quarta e quinta dimensão.

Para entender melhor, o espaço para a luz se condensar em matéria na pirâmide triangular, é menor e mais curto do que a mesma luz se manifestando em uma cavidade poliedral.
O átomo da quarta dimensão é poliedral e o da terceira dimensão é triangular.

Portanto, observem que por este ângulo, vocês vivem presos em uma trajetória muito curta, onde a luz não se desenvolve como poderia e isso causa transtornos limitadores para todos os segmentos da vida humana.

Quando mudamos para a quarta e quinta dimensão, observamos que a luz é mais compacta porém mais rápida do que na terceira dimensão, porque ela se aninha em várias funções dentro do espaço poliédrico e se dissolve de maneira muito mais rápida, não condensando a matéria como na terceira.

Na dimensão em que estão agora, a luz se transporta lentamente e produz matéria devido ao seu excessivo “tempo” de exposição. Ela fica mais densa porque seu percurso é mais lento e tudo absolutamente tudo gira ao redor disso.

Os triângulos não deixam a luz se expandir mais rapidamente e vocês vivem dentro deste “espaço luz” dimensional. E vocês se perguntam como poderão viver em um ambiente poliedral se estão condicionados a viver na referencia estreita da pirâmide?

Eu digo que é possível se começarem a ver as coisas de outra forma, como se vissem algo sabendo que ela teria mais do que 3 lados e sim poli lados! Vocês poderão ver fatos e fazer parte de vários tempos da mesma verdade, da mesma matéria, como se fossem múltiplos pontos de vista proporcionados pela luz que se adensa materialmente de forma mais perfeita, interagindo melhor com os lados possíveis e imagináveis das verdades do universo.

Compreendem agora porque a dualidade terrestre vai acabar? Tudo está interligado.Como ter apenas dois lados de uma mesma verdade se podemos ter infinitos lados? O bem e o mal serão substituídos por noções a respeito de um fato comum e elas podem preencher milhares de páginas porque a análise sobre tais fatos são simplesmente infinitas!

Na terceira dimensão vocês não podem e não conseguem ver nenhum fato desta forma porque o espaço dimensional em que estão embarcados não permite a esta variação, enquanto que na quarta e quinta dimensões poliédricas isso é possível de desenvolvimento.

Os seres do universo enxergam a terceira dimensão como uma aldeia primitiva porque não podem se desenvolver da mesma forma do que em dimensões onde a multiplicidade é a tônica principal, o vetor que move os fatos e a vida destes seres.

Então, seus corpos podem ser multi facetados e podem adquirir formas suficientes para encher um livro de ilustrações, e suas naves podem ser mutáveis o suficiente para mudar de forma e consistência de acordo com as dimensões e com as necessidades que possuem no dia a dia.

Percebem que naves e seres inseridos em um contexto triangular sempre terão esta referencia em seus cérebros e corpos, e tudo, absolutamente tudo fora desta realidade poderão ser interpretadas de forma errônea ou simplesmente ser incompreendidas pelos humanos ?

Por isso digo a vocês amigos da Terra, que não devem se acalorar em precipitadas discussões sobre níveis sociais terrestres porque todos vocês moram dentro de um triângulo, e são iguais neste sentido, sejam de que classe social for.

Isso norteia vocês a sentirem-se desestimulados a querer entender como uma nave pode ser de plasma, ou que a velocidade da luz na terra é equivalente a luz que pode percorrer este limitado espaço triangular?

Portanto, quando estiverem em um ambiente poliedral, será muito interessante porque poderão se aproximar daquilo que fazem em sonhos, como estar em um ambiente e no segundo seguinte estar em outro, reconhecer pessoas que já “morreram” entre vocês novamente, e até voar, porque não?

Lembrem-se que suas matérias não serão mais tão densas assim, e a luz percorrerá os ambientes da quarta e quinta densidades a uma velocidade estonteante demais para materializar tudo de forma tão densa.

Portanto, agora que sabem onde moram e que talvez mudem de casa mais rapidamente do que imaginam, espero que tenham entendido muitas coisas a partir deste ponto de vista totalmente uraniano, mas que a meu ver pode também fazer algum sentido para alguns de vocês.

Por enquanto, a Terra se aproxima da quarta e quinta densidade de forma triangular, e isso só estará pronto e mudado quando as verdades forem únicas e universais, apesar da multi variedades de aspectos que compõem uma só verdade.
Mas isso é tema para uma próxima vez.

Capitão Vitzo em trabalhos de elucidação na Terra.

O LIVROS DOS ESPÍRITOS E O LIVRO DOS URANIANOS

Em minhas pesquisas, localizei algumas questões referentes aos extraterrestres e outros mundos, e não resisto a fazer alguns comentários sobre cada tópico,baseado nos livros Conexão Urano – A Roda Cármica e Conexão Urano 2 – O Reino Azul.
Vamos as questões formuladas por Allan Kardec, no século 19.

173 b Podemos voltar à Terra após ter vivido em outros mundos?
– Seguramente. Já vivestes em outros mundos além da Terra.

Trecho de Conexão Urano – A Roda Cármica

“Lembrar quem somos nós, os uranianos, não é tarefa fácil para nossos representantes que há muito tempo embarcaram em uma viagem sem volta para o planeta Terra.
Mas quero relembrar aos nossos compatriotas que nos dias de hoje estão em Terra, vestidos em corpos humanos, que somos quem somos por não sermos seres que habitam a Terra. A não ser em ocasiões especiais e em jornadas em que militares uranianos, especialistas em descobrir novos orbes, avançam sobre planetas distantes de nossa realidade.”

174 Voltar a viver na Terra é uma necessidade?

– Não; mas se não avançardes, podereis ir para um outro mundo que não seja melhor e que pode até ser pior.

Trecho de Conexão Urano – A Roda Cármica

O Capitão Vitzo descreve após o seu desencarne na Terra, as possibilidades que teria de  voltar para Urano.

“O parecer do ser que nos apresentou as cenas em que eu infringi a Lei do Carma, tirando a vida de um humano, mudava a freqüência de afinidade de meu corpo etérico com o ambiente terrestre. Estava preso magneticamente à vibração terrestre e não poderia mais sair sem que antes entrasse na roda das encarnações. O que isso significava me foi explanado por um outro ser mais velho, também claro e com as mesmas características dos outros, mas que parecia ser um especialista na arte de explicar a pobres alienígenas que, como eu, respeitava a Lei Maior, as Leis Universais do TODO. E essas leis não regiam o ambiente terrestre.
Ele me explicou muitas e muitas vezes que a maneira mais fácil de eu me libertar das magnéticas leis terrestres seria entrar na Roda das Encarnações.

De forma simples, disse que eu poderia trabalhar na Terra vestindo um corpo humano e que assim, sem saber de minhas origens interplanetárias, poderia me desenvolver física e moralmente para “anular” o ato que cometi ao tentar defender minha tenente-coronel. Outra saída seria permanecer em corpo uraniano sutil, mas sem poder voltar a Urano, tendo que permanecer em um dos campos magnéticos da Terra trabalhando junto a um sem-fim de setores de apoio ao orbe terrestre. Perguntei o que seria mais certo fazer e qual das atitudes a tomar seria a mais correta para realizar a “anulação” de meu carma.

Juhnor, este era o nome do ser responsável pela minha “catequização”, afirmou que seria mais sensato e mais rápido que eu tomasse o caminho da Roda das Encarnações, pois um dia encarnado equivaleria a dez anos de trabalhos ao redor da materialidade terrestre. Lembrou-me de que, quanto mais rápido encarnasse, mais poderia aumentar a velocidade do processo de libertação e voltar para o Universo e para Urano.

Perguntei a ele se meus oficiais estavam livres para partir e ele disse que infelizmente eles também estavam presos à Roda das Encarnações. Nós éramos um grupo e havíamos mudado o rumo das coisas no planeta em grupo. O meu ato defensivo foi mais um tópico da Lei do Carma que foi infringida e assim todos nós fomos magneticamente arrastados para a roda cármica sem saber que não sairíamos tão cedo dessa armadilha intergaláctica.”

175 Existe alguma vantagem em voltar a habitar a Terra?
– Nenhuma vantagem em particular, a menos que se esteja em missão. Nesse caso se progride aí como em qualquer outro mundo.

Trecho de Conexão Urano – A Roda Cármica
O Capitão Vitzo descreve após o seu desencarne na Terra, como foi seu processo ao reencarnar em corpos humanos.

“O que teria de ser feito foi feito.
Assim, colocamo-nos à disposição do sistema reencarnatório da Terra para pagar nossa dívida e nos libertamos magneticamente do controle sobre nossos corpos. De forma alguma gostaríamos de ficar permanentemente sobre o orbe terrestre.

Para nós não foi nada fácil ver onde seríamos introduzidos e em que corpos. A vida na Terra mal começara e o que víamos por ali era a mais tenra proliferação de homens-macaco, que, segundo eles, já possuíam fagulhas estelares, presente de povos amistosos que colaboravam para o desenvolvimento terrestre. Voltamos à Terra em corpos de pequenos homens-macaco e nossa memória secular uraniana foi afastada de nossas atuais mentes pré-históricas. Crescemos em nossa primeira vida na Terra ao lado de seres primitivos ao extremo e morremos muito cedo também, ou fomos mortos em lutas entre tribos adversárias, ou de frio, ou de fome, ou por animais gigantes, ou matávamos para nos defender de nossos inimigos naturais.

Na verdade, o que aconteceu é que a Roda das Encarnações se transformou em um caminho sem fim, no qual acompanhamos a evolução do homem até os tempos atuais. Reencarnando e esquecendo quem éramos, fomos nos tornando humanos, cada vez mais humanos. A cada 1.000 anos, reencarnávamos muitas vezes porque a vida do homem era muito curta e isso foi possível todas as vezes que nos permitiram voltar. Fomos nos apaixonando por projetos que deixávamos para trás ao morrer e fortalecendo nossa vontade de participar do sucesso do planeta que evoluía a passos largos. Vivemos vidas com 3, 5, 12, 18, 24, 36, 52, 70 anos de duração. Vimos, assistimos e participamos da história humana mesmo sem saber que éramos soldados alienígenas vestindo corpos menores e muito, muito diferentes do nosso corpo original.

Nos últimos 1.000 anos, reencarnamos em um número de vezes menor, porém, em várias regiões da Terra, porque sempre que voltávamos ao setor de reencarnações, nos pediam que fôssemos atuar em áreas mais desprovidas de conhecimento moral, espiritual e intelectual, e sempre com a promessa de que um dia nos libertaríamos da Roda das Encarnações e voltaríamos para Urano.

Eu deixei de pensar em Urano logo depois da décima encarnação, porque para mim nada daquilo fazia sentido. E só começou a fazer algum sentido quando eu fui me afastando da minha origem e me adaptando com muito esforço à maneira de pensar dos humanos. Esta tarefa foi um desafio muito grande a ser vencido porque negar a vibração dos uranianos, que é amorosa e de alto nível emocional, espiritual e intelectual, e simplesmente substituí-la por valores duais que em nenhum momento preenchiam o meu ser como um todo, quase me levaram à loucura. Muitas vidas eu preferi ser morto ou perder a vida facilmente para voltar ao meu corpo etéreo uraniano e com ele permanecer no astral.

E muitas vidas em que pude reencarnar não o fiz porque preferi ficar consciente como um uraniano do que inconsciente como um humano. Trabalhei em muitas áreas ao redor da Terra e ajudei muito no desenvolvimento da tecnologia hoje existente no que se refere a máquinas de transporte naval e submarino. Desenvolvemos sistemas junto a outros povos estelares presos na roda cármica para que o homem dominasse a energia. Criamos situações favoráveis para que um dos nossos descobrisse a energia elétrica, outro comandasse o desenvolvimento eletro-eletrônico, e assim por diante.

Percebemos que, ajudando com nossos conhecimentos, o tempo passaria mais rápido. Isto já é pensar como um humano. Outras nações trabalharam muito na área da saúde e o desenvolvimento de controle de todo tipo de ameaça à sobrevivência do planeta foi contido a tempo. Muitos morreram em prol do saneamento da vida na Terra e muitos nasceram novamente graças a seus próprios esforços em uma vida passada.

Passamos muitas vidas observando o que foi feito desde nossa chegada ao planeta laboratório e ficamos muitas  vezes felizes por tudo o que fizemos. Ajudamos um lugar abandonado à própria sorte a se tornar melhor e mais forte, apesar de todos os problemas que a terceira dimensão proporciona e dos ataques de seres apaixonados pelas baixas vibrações que foram introduzidas na Terra antes de nossa chegada.”

175 a Não seria melhor permanecer como Espírito?
– Não, não. Seria permanecer estacionário, e o que se quer é avançar para Deus.

Trecho de Conexão Urano – A Roda Cármica

“A partir daí não tive mais curiosidade de ver o que aconteceria comigo e com a nave. Uma dor invadia o meu coração de tanta melancolia e de ver que, após tantas vidas passadas, eu não consegui reduzir o meu aspecto carmático diante das Leis Terrenas. Ao contrário, reparti com muitos dos meus o sentimento de derrota em não absorver corretamente os ensinamentos terrestres para a absolvição dos erros cometidos em seus planos físicos. Mas como poderia ser isso correto se não sou um humano, se não aceito e não compreendo suas leis?
Essa era uma pergunta que não saiu de minha mente desde o acordo que fizemos com os pleiadianos que tomavam conta do setor de desembarque de alienígenas capturados pela Lei Maior da Terra.”

Falar da maioria de minhas vidas em corpos físicos nesta terceira dimensão seria ficar falando sempre o óbvio para um uraniano. Sei que não é nada óbvio para vocês acreditar em reencarnação e muito menos em um ser de outro planeta que diz ter vivido tanto tempo por aqui. Mas não acreditar ou acreditar faz parte das dualidades terrestres e eu não vou perder tempo com isso. O importante é saber. E eu sei que estou aqui agora relembrando fatos que abalaram minha vida e que mudaram todo o projeto de uma vida. Está certo que uma vida em Urano é bem mais longa do que uma vida terrestre e não existe o voltar depois de uma vida vivida lá. Existe o ampliar, renascer de outra forma em outro espectro de vida. Você amplia sua visão e sua participação no TODO e assim caminha sempre aprendendo mais. Este sistema “cadeia” que vocês vivem na Terra não faz o mínimo sentido para nós porque não temos “pecados” nem “perdões”. Somos o que somos e nos voltamos para o TODO em tudo o que fazemos.

Voltar-se para o TODO é algo muito maior e mais significativo do que vocês possam imaginar. O TODO é o mantenedor de nossas vidas e nós somos os mantenedores do TODO. A base de conhecimento sideral está disponível para todos que fazem parte deste sistema que não comete injustiças porque não existe o conceito dual da justiça/injustiça. Existe o padrão “C” ou o padrão “A”, que são padrões estabelecidos de comportamento sideral. Esses padrões podem ser alterados desde que você esteja em uma região do universo onde é necessário mudar para ampliar a compreensão do TODO.”

Os seres de Urano e os animais

Eu amo os animais e sou um defensor deles desde criança.
Mas eu faço parte de uma minoria da raça humana, aquela que ama e defende animais como seres  inteligentes. A grande maioria da humanidade acha que animais são seres inferiores, que estão na  Terra para simplesmente nos servir, e pagando um preço geralmente muito caro para isso, ou seja,  com sua própria vida.

Eu não preciso dizer que você percebe a maldade na raça humana e a presença do mal sobre a Terra quando vemos que, desde crianças inocentes até cientistas renomados maltratam animais. Eu não preciso dar exemplos. Basta procurar na internet que você vai ver os horrores contra o Reino Animal.Eu faço questão de colocar estas duas palavras com letras maiúsculas para que possamos nos lembrar que estamos atentando contra um Reino. Aprendemos na escola quando éramos crianças (boas ou más), que existem muitos Reinos aqui na Terra : Reino Mineral, Reino Vegetal, Reino Animal e o Reino Humano.

Eu não vou ser hipócrita em dizer que não como carne, porque como desde pequeno e fui educado assim. Mas depois dos contatos mais recentes com as inteligências uranianas, venho reduzindo este consumo porque entendo que assim, meu corpo humano viciado nas toxinas da carne um dia se libertará disso, e não precisará mais se alimentar da carne de outro ser vivo. Mas também não sou um eco-xiita porque compreendo que para tudo aqui na Terra existem os prós e contras, e eu respeito a opinião pessoal de cada um. Ao contrário de muitos xiitas de plantão, não quero fazer a cabeça de ninguém porque não permito que ninguém faça a minha .

Outro dia, assistindo na tv como as galinhas, porcos e bovinos são confinados pelas fazendas industriais, as “Sadias” da vida, lembrei dos campos de concentração da Segunda Guerra que visitei na Alemanha, em particular em Dachau, hoje transformados em museus para que nunca mais as novas gerações pensem naquilo como uma forma de “depurar” a raça humana. Dachau veio a minha mente quando vi galinhas presas em gaiolas, onde não podem abrir as asas, e vivem em um espaço relativo a meia página de papel A4.Assim, elas crescem em sua breve vida e são mortas 42 dias depois aproximadamente. As que são usadas para por ovos, põem 10 vezes mais ovos do que sua natureza poderia agüentar e os pintinhos que nascem com “problemas” são jogados friamente em um incinerador, ou algo do tipo. Toda vez que me alimento da carne de um frango lembro disso, e perco a fome.

Com os porcos, não é diferente. Ficam aprisionados em cubículos sem poder se mexer, com água e comida ao alcance de sua boca.Eles não podem se virar, andar ou correr.Eles só podem ficar ali para engordar, e morrer lentamente. Com os bovinos, vi novilhos aprisionados nos mesmos cubículos, para que não possam se movimentar e assim, sua carne fica macia para o consumo dos fantásticos e benevolentes irmãos do Reino Humano.

Certa vez, uma inteligência extraterrestre me disse: Se vocês fazem isso com seus animais e plantas, o que não irão fazer com um ser de outro planeta? Se vocês matam crianças e deixam morrer seus próprios irmãos terrestres em guerras, porque não nos matariam também? Depois disso, fiquei pensando sobre “o que teria dado errado com a nossa raça ? ” e não consegui chegar a uma explicação lógica. Em Conexão Urano eles me explicaram muito sobre “os acidentes genéticos” e “os padrões de dualidade da Terra” e senti que era uma explicação bastante razoável, que em nosso DNA existe uma parcela de agressividade bastante alta, talvez a mesma que permitiu que a raça sobrevivesse até os dias de hoje.

Depois de ler este o capítulo 6 de Conexão Urano 2 sobre os animais, eu percebi ainda mais o que se faz contra estes seres na Terra, e por outro lado, vi com alegria a maneira amorosa de como eles são tratados em Urano. Se você ainda não leu, reproduzo aqui este capitulo que me fez mudar para melhor ainda mais minha visão sobre estes queridos irmãos.

6

O QUE ACONTECE COM VOCÊS?

Eu não sei se sou a melhor pessoa para dizer sobre o que ocorre com vocês, seres da materialidade terrestre. Não sei e não me atrevo a dizer absolutamente nada sobre isso porque não sou um ser material da terceira dimensão e isso muda tudo.Em nosso planeta nós estamos acostumados com o ir e vir de espaçonaves amigas, tripuladas por seres vindos de nações amigas que possuem com urano tratados de paz e amizade que nunca serão rompidos porque eles foram estabelecidos diante de uma energia maior que é o Todo.

Foi através do Todo que crescemos e nos habituamos a receber visitas de todas as partes do universo, que trocam informações através do intermédio do Todo.Ele minimiza as diferenças dimensionais e traduz as diferenças físicas e de contato através de suas inúmeras fontes de poder e saber.Nós falamos uma língua só no universo, que é a linguagem do Todo, um idioma não vocabular que une todas as sementes estelares e não faz diferenças entre elas. Somos todos únicos, fazemos parte de uma fonte geradora de energia e assim estamos equilibrados diante de milhares de nações interplanetárias.O Todo traduz para os uranianos as vontades e desejos de nossos visitantes sem que eles precisem exercitar o hábito já abandonado de falar como vocês ainda fazem na Terra.

Um dia vocês não falarão mais nada porque não será necessário e apenas as vontades serão percebidas telepáticamente, assim como fazem os seus animais que vocês insistem em chamar de irracionais. Um ser irracional é para nós uranianos, aqueles seres que não possuem estrutura racional de condicionamento mental.Ora, isso não me parece nada gentil com seus representantes do reino animal, que já desenvolveram sem que vocês percebessem, uma linguagem própria, sem uso de vocábulos e de linguagem oral como vocês estão acostumados.Chamar os animais de irracionais é no mínimo irracional da parte dos humanos, que não percebem que existem outros reinos e que estes outros reinos podem coabitar o planeta de vocês com outro jeito de se comunicar entre si.

O reino animal é uma fonte de vida inesgotável sobre a Terra e não devem ser minimizados pelo homem só porque o homem acredita que pode usar sua inteligência para matar seres de outros reinos que habitam o mesmo espaço que os homens habitam na Terra.É um erro matar animais para comer e é um erro matar animais para comercializar. Os animais não são irracionais. Eles são vulneráveis, e isso é muito diferente. Um animal é capaz de acessar o Todo e demonstrar a um humano que ele sente afeto por este humano, através de um gesto carinhoso. Em urano nós temos animais diferentes dos que estão em Terra, mas nós não os chamamos de irracionais, porque eles possuem inteligência.E muito nos ajudam em obras e outros trabalhos que nós uranianos não podemos e não queremos fazer. O reino animal em urano é forte e possuímos varias espécies que nos ajudam a tornar urano ainda melhor do que já é.

Não temos animais de estimação. Temos animais que nos estimam.É uma relação diferenciada porque sabemos quem eles são e eles sabem quem somos nós.Possuem inteligência suficiente para habitar casas e ter suas famílias de origem animal, sem que para isso tenham que se submeter a nenhum tipo de escravidão ou subvida. São independentes e querem nos apoiar em tudo o que fazemos.Mas não são uranianos. São representantes do reino animal que desfrutam na oitava dimensão uma posição de destaque em nossa sociedade. Amigos dos uranianos. Animais da oitava dimensão.

Na Terra vemos o que os humanos fazem com seus animais.São mortos por lazer ou por esporte, sacrificados sem distinção, colocados em uma posição inferior e tratados como sub raça. Vocês não imaginam o que isso significa para o Todo que tudo vê. Uma nação prestes a mudar de dimensão, que maltrata cruelmente seus animais e coloca suas vidas em risco sem perdão.Este é um atestado da barbárie humana, que não conduz os caminhos da Terra como querem os mestres do universo. São arredios aos ensinamentos milenares de convivência espacial, e arredios aos ensinamentos de respeito aos seres que compõem o reino animal.

O que esperar de uma nação interplanetária que não entende a linguagem do reino animal e sacrifica milhares de vidas sem piedade? Isso é um sinal de perigo para nós que estamos fora dos limites terrestres e para quem está dentro dos limites terrestres em corpos físicos.Porque aqueles que maltratam animais são os mesmos que maltratam crianças e que avançam contra a natureza.Não respeitam o reino animal porque são irracionais. Para nós uranianos, os seres são considerados irracionais quando não compreendem o Todo e muito menos outras formas de relacionamento com reinos diferentes.

A terceira dimensão terrestre chegou ao seu limite e convenhamos que não há mais necessidade de tanto derramamento de sangue para que exista evolução. A evolução designada para vocês, é a mesma que esperamos para nós e para isso nós trabalhamos sempre, não importa em que dimensão nós possamos estar agora. Como vocês esperam que seres que matam animais possam estar presentes na quarta dimensão eu não sei, sinceramente não sei. Não acredito que exista espaço suficiente para seres tão materiais que precisam tirar a vida de outro ser para sobressair no reino dos irracionais.

O homem macaco sempre demonstrou sintomas de materialidade excessiva, e violência gratuita contra outros animais e contra seus próprios pares. Porém, acreditávamos que isso seria apenas um momento, uma experiência genética que se encerraria com seres evoluídos.Macacos que evoluíram e se tornaram homens. Mas os pós-macacos se tornaram seres racionais, ou seja, dotados de uma inteligência primaria que os fez avançar sobre os outros animais apenas com o intuito de matar.Assim foi a 500 mil anos. E assim ainda é, no limiar da terceira dimensão.

Eu retiro o que disse sobre macacos que matam seus pares. Macacos não matam seus pares sem um bom motivo.Leis do reino animal terrestre. Mas não retiro que os homens criados a partir do macaco não saibam lidar com os macacos, seus parentes genéticos e com nenhuma outra espécie viva. O que falar então do reino intergaláctico, recheado de criaturas e seres dos mais variados? Vocês têm alguma dúvida que não tentarão colocar-nos em algum aquário se formos capturados, para sermos visitados como animais espaciais?

Temos que admitir que muitos humanos possuem um bom coração, ou melhor, uma ligação maior com o Todo, que os impede que sejam irracionais como muitos animais chamados de irracionais, que não o são.Não matam por matar, são responsáveis por si e por seus animais e protegem todos os que possuem uma verdadeira paixão pela natureza. Estes humanos já compraram um bilhete para entrar na quarta dimensão e estão quase lá. Já compreendem o universo de uma forma mais clara e apurada, é uma significativa parcela de seres esta que habita a humanidade terrestre.

Os uranianos se aproximam destes humanos que não desejam a barbárie contra seres de nenhuma espécie porque compreendemos que estes seres mesmo sem saber, na escuridão da terceira dimensão, percebem as luzes do universo e querem seguir seu brilho para que estas mesmas luzes a levem para um futuro melhor integrado ao Todo.Vocês não sabem como admiramos estes seres que amam os humanos e amam a Terra como a si mesmos. São os humanos que compartilham a energia cristica do deus que andou entre vocês.

Em urano, estes seres um dia chegarão e serão recebidos com amor por todos nós, que amamos aqueles que respeitam as leis universais e não se corrompem diante das dificuldades. Também temos dificuldades na oitava dimensão e não pensem que não temos formas e métodos para conhece-las melhor a fundo para depois aplicarmos a melhor solução.Temos problemas em urano mas nós resolvemos os problemas que chegam até nós da melhor forma possível sem que animais ou outros seres sejam molestados por nós.

Humanos matam para comer.Uranianos não matam. Nem para comer e nem para coisa alguma.Sabemos nos defender de ameaças bélicas, é verdade. Mas jamais matamos para comer porque comer outro ser para nós significa o aspecto maior da irracionalidade que vocês dizem ser típico dos animais.O animal morto para nós significa motivo de dor e não compreendemos uma civilização avançada que produz dejetos provenientes de carne de animais mortos.Um animal que morre estabelece uma ligação de dor com aquele que se alimenta daquele animal e nunca se livrará da dor do animal que foi ingerido. A energia daquele animal circulará por suas veias e órgãos até que seja absorvida totalmente por seu organismo, que um dia , perecerá na dor.

Nós uranianos nos alimentamos de nutrientes existentes em nossa atmosfera e de compostos salutares que reúnem minerais básicos a nossa constituição física. Não nos alimentamos de nada que tenha sangue de nenhuma espécie, mesmo que estejamos em missões fora de nossos limites físicos e planetários.Somos quase não alimentáveis, podemos dizer assim, porque transformamos matérias não visíveis aos olhos humanos em matérias que nutrem nosso sistema funcional.Somos rígidos e fortes, mas nem por isso somos autorizados a ter que matar para comer. Isso não existe em nossa civilização e recomendamos a todos os uranianos que estão em corpos não uranianos, na Terra e em outros globos, que se abstenham de usar a carne e recursos que venham da materialidade animal para se alimentarem.

Sabemos que em muitos mundos, principalmente na Terra, muitos desejam libertar-se dos hábitos selvagens de matança animal para nascer para um novo mundo. Mas poucos conseguem libertar-se da materialidade do alimento animal porque seus corpos precisam de muitos elementos minerais e protéicos encontrados nestas matrizes de origem animal. Ora, nós conhecemos bem particularmente a estrutura física dos corpos terrestres e compreendemos que isso não é mais necessário devido à evolução que estes corpos tiveram ao sobreviver milhares de anos em condições adversas.Humanos encontrarão fontes ricas de abastecimento celular em matrizes orgânicas de fácil acesso e com isso, se desligarão da matança de animais de sangue quente por simplesmente não precisarem mais deste tipo de energia.

Nós não sabemos o que acontece com vocês no momento em que estão quase rompendo o limite da terceira dimensão para a quarta. Só sabemos que isso tudo que viveram até hoje não contribui para que vocês possam entrar na quarta dimensão. Não veremos um homem macaco com um osso de animal entre os dentes na quarta dimensão.Isso vocês podem ter certeza. Mas queremos encontrar um humano intergaláctico que respeita as diferenças dos reinos que terá de conviver daqui para frente. Reinos onde não se derrama sangue para se alimentar.Reinos onde se derrama amor para poder entrar.

A diferença entre alma e espírito, segundo o Comandante Uri

Muita gente faz confusão entre alma e espírito, e eu, curiosamente, um dia queria saber a opinião dos amigos da oitava dimensão de Urano sobre este tema, já que eles nos explicaram em Conexão Urano 1 – A Roda Cármica muitas coisas que não vemos nos livros que tratam sobre o assunto. A resposta veio através do Comandante Uri, que transcrevo a seguir.

*******************************************************************

Para os uranianos, alma significa o estado de ser.
O Todo não qualifica as almas, porque todas as almas do universo fazem parte do Todo.
Na Terra, existe o que vocês chamam de espíritos, que são evoluções do sistema dual da Terra. Os espíritos são derivações da Roda Cármica e assim se apresentam para delinear em solo terrestre, os planos envolvidos fora da matéria para evoluir segundo os ensinamentos obtidos em outras vidas.

A alma uraniana em solo terrestre fica subjugada a segundo plano, diante das necessidades do espírito terrestre que se materializa. Ele, em conjunção com a mente terrestre, se estabiliza de forma que o espírito nascente em conjunção com sua alma, assume diretamente a mente terrestre, destinando o corpo material as mais variadas atividades assumidas antes da reencarnação.

Em suma, para nós, uranianos, a presença do espírito diante da matéria nada tem a ver com a conjugação da alma no espaço. No espaço, somos todos almas universais, individuais e indivisíveis.

Na Terra, somos almas bi-partidas em carne e espírito, corpos distintos de uma mente particular, do ego e da matéria. Na Terra, somos espíritos envolvidos pela carne humana.
No espaço, somos almas irmanadas pelo Todo e para todo o sempre.

No mundo terrestre, o que vocês chamam de espíritos não nos surpreendem de forma alguma, porque está é uma particularidade terrestre. O mundo dos espíritos existe sim, na forma terrestre, e isso não quer dizer que eles existam no mundo cósmico, no Todo.

A alma uraniana ou qualquer outra alma proveniente do espaço, ao entrar na Terra assume contornos espirituais, que envolvem nossa matéria elegante para dar espaço ao espírito que vibra na conjunção terrestre, na forma humana.

Não poderíamos estar entre vocês na forma humana, se não obtivéssemos antes os contornos espirituais necessários para esta adaptação.
O plano terrestre é denso o suficiente para requerer tais adaptações, mas a alma, insisto, é indivisível e não poderá molestar o espírito terrestre, formado pelas amplas necessidades terrestres.

Os Filhos das Estrelas estão encarnados graças a espíritos formados ao redor da alma nascente em outras estrelas, em outros globos. Nada mais do que isso.

Uri, de Urano
02.08.2008

Conspiração uraniana no Japão

Outro aspecto que muitas pessoas estão dando importancia no livro Conexão Urano, é o fato de constar que a nave uraniana foi localizada no Japão de 1870,  localizada muito  abaixo de  um campo de arroz, e que depois disso já no século XX, por ocasião da segunda guerra mundial, a captura desta nave foi o real motivo para que os Estados Unidos atacassem Hiroshima e Nagasaki. Pedaços da nave estariam guardados ainda hoje entre famílias japonesas. Quem tiver alguma nova informação que possa nos levar ao levantamento de conexões com este caso, entre em contato.

Veja o filme com maiores detalhes.

ABANDONANDO A AMNÉSIA TERRESTRE

Para quem ainda leu Conexão Urano e a Roda Cármica, um tira gosto. O capítulo 2, direto do meu ” Hangar de Contato “


2

ABANDONANDO A AMNÉSIA TERRESTRE

Para lembrar quem somos eu recomendo um exercício que  fatalmente vai levar você, que está na Terra neste momento, de  volta para onde veio, pelo menos sua memória vai voltar.  Primeiro, recorde que desde criança nesta vida você gostou de  alguma forma de aviões ou coisas rápidas que te levavam a uma  sensação de poder e liberdade. Saiba que esta “sensação” não é  uma sensação humana. Humanos nunca voaram.

Estamos falando dos primeiros humanos, aqueles que você não sabe se são macacos ou humanos. Portanto, como você pode sentir, nesta vida, prazer em uma sensação de altíssima velocidade se os humanos naturais, que descendem dos macacos, nunca voaram e tinham muito medo de tudo?

Então, amigos Uranianos que estão em corpos terrestres, se vocês um dia tiveram prazer em voar ou em algo que os levou a uma velocidade extrema, além do que sua capacidade terrestre pode controlar, você não é um humano e não descende dos humanos. Isso serve também para todos os que são herdeiros de outras raças estelares.
Bem, agora que você já aceitou que voar nunca foi uma atividade humana típica e que surgiu apenas recentemente entre vocês, já começa a ficar mais fácil lembrar de outras sensações.

Qual de vocês ao olhar fotos do Universo, muitas bem retratadas por satélites naturais, tem a deliciosa sensação de “estar em casa” e uma vontade muito grande de um dia poder entrar em uma dessas naves terrestres e dar um passeio? Humanos naturais sempre tiveram reações estranhas ao que viam no céu, e a maioria delas sempre foi a de se esconder para que algo não caísse em cima de suas cabeças.

Portanto, como você pode dizer que é descendente dos humanos naturais se os humanos até 100 anos atrás nem sabiam como realmente eram os planetas? Que cores tinham e como eram as galáxias? Os humanos evoluem rapidamente, é verdade. Mas não estão sós e nunca estiveram sós. A raça humana original poderia ainda estar disputando território com animais selvagens se “algo” não tivesse sido colocado em sua “mente animal” milhões de anos terrestres atrás. Este “algo” é o buraco que seus cientistas e pesquisadores não conseguem explicar. O elo perdido.

É assim que vocês aprenderam a chamar a fase em que o animal símio se levantou e passou a ter rudimentares elementos em sua mente símia capazes de torná-lo diferente dos outros reinos que habitavam o lindo planeta de vocês. Foi assim que o “bicho homem” começou a criar e a descobrir.
Fagulhas divinas, vamos dizer assim, foram inseminadas nos pobres símios incapazes de raciocinar por si sós. Aos mais científicos, podemos escrever que uma grande quantidade de moléculas de DNA foram introduzidas em laboratório, para que um ou vários casais de símios dessem origem ao ser humano que existe hoje.

Sim, vocês evoluíram muito dos macacos para cá. E isso se deve também à influência de alguns povos que resolveram introduzir genes humanos em seus voluntários, gerando posteriormente uma raça superior com traços e características humanas, porém, jamais poderiam ser chamados de humanos por ninguém com um mínimo conhecimento de arqueologia sideral.
Cérebros antigos foram encontrados em vários lugares da África e do Oriente Médio onde a civilização não destruiu totalmente seus momentos do passado. Eles foram deixados de lado, por não parecer em nada com humanos. Foram diagnosticados como cérebros de algum animal extinto. Extinto sim, mas jamais um animal.

Os povos que cercaram vocês com seus conhecimentos são muitos. E eles continuam em seus genes, evoluindo e aproximando vocês de seus verdadeiros povos. E assim também acontece com os semelhantes de Urano. Se bem que nós nunca contribuímos para a evolução humana no aspecto genético. Sempre contribuímos no que se refere à proteção ambiental, formulação de vacinas e avanços tecnológicos nas áreas de preservação da vida no planeta.

Sua água já foi poluída muitas vezes e envenenada com fins bélicos e fomos nós, os Uranianos, que trabalhamos para extrair o veneno da água. Gases atmosféricos são outra ameaça, e nós, os Uranianos, trabalhamos para emprestar nossa tecnologia para salvar a Terra de uma mega-hecatombe nuclear que poluiria o universo de forma significativa e a vida de globos vizinhos.

A genética humana que hoje conhecemos são empréstimos vitais de raças que estiveram na Terra, pesquisando o infinito mar de possibilidades de vida e quais as nações que se perpetuariam por aqui, até que a raça humana original alcançasse um grau de progresso e responsabilidade, e que os povos do universo pudessem se retirar e apenas conviver em paz com seus vizinhos humanos.

Vocês sabem que isso nunca aconteceu e inúmeras intervenções, para não dizer centenas, foram necessárias para que a Terra não fosse destruída, ora pelos próprios humanos, ora por nações estrangeiras com vibração bélica. Mas é compreensível que os humanos de origem humana de verdade continuem na escuridão, quase na época das cavernas em suas mentes primitivas, e não consigam acessar as informações necessárias para evoluir.

E ainda são milhões os representantes verdadeiros da raça humana que estão neste patamar vibratório. Provavelmente você que está lendo este livro não é um humano natural. É um humano concebido por povos estelares e que possui em seus DNA parcelas significativas do DNA de povos estelares.

Hoje o planeta Terra possui uma grande composição biológica no que se refere a povos que a habitam. É importante que vocês saibam que 80% dos seres que habitam a Terra são provenientes de experiências genéticas feitas bilhões de anos atrás. Apenas 20% são humanos verdadeiros, descendentes naturais dos macacos e que não foram tocados geneticamente para que os estudos sobre uma verdadeira raça planetária tivessem começo, meio e fim.

Para falarmos destes 80% de seres “mesclados” geneticamente, teríamos que, primeiro, desvendar algumas verdades de um passado remoto para vocês e recente para nós, para quem o tempo não permite nenhum tipo de avaliação séria. O tempo é uma das armadilhas cármicas que o TODO3 criou neste grande e infeliz laboratório que é a Terra. E por falar em armadilhas cármicas, todos os seres que se propuseram a contribuir com a grande experiência humana na Terra ficaram sabendo de antemão que estariam sujeitos a essa regra que não faz parte das Leis Universais, mas que existe no grande laboratório terrestre.

Na prática, o que isso significa realmente? A resposta está na sua vida e na vida de todos que um dia passaram pela Terra e se envolveram nas armadilhas sentimentais que envolvem os seres que aí habitam. Para que existisse um aprimoramento genético significativo, seria necessário que as experiências não acabassem tão cedo e isso só seria possível se os corpos etéreos dos primeiros humanos mesclados geneticamente sempre retornassem à Terra, após o desaparecimento de seus corpos físicos.

Então, o processo de retornar a um novo corpo físico após o desaparecimento de um corpo dilacerado pelo tempo e pelas dificuldades da 3D seria a forma mais correta de não se perder a memória genética que tanto contribuiu e contribui para o desenvolvimento de uma raça equilibrada, harmônica em todos os sentidos.

Portanto, o que estou tentando explicar em palavras simples é que muitos dos seres com almas geneticamente alteradas, para voltarem a novos invólucros humanos, perpetuaram-se nas emoções e fatalidades humanas, alimentando de forma irrefutável a Lei do Carma, existente tão somente no planeta Terra.
Esta é uma lei gerada pelo criador deste planeta e seus conjuntos de entidades supragaláticas, para que a habitação neste planeta se desse de forma que resolvesse problemas que uma futura raça pudesse ter. O sistema reencarnatório procede desde que exista a possibilidade desta alma geneticamente trabalhada poder requerer tal pedido ao TODO. Vocês perguntam sempre por que os povos estelares não surgem em abundância na esfera terrestre e uma das respostas mais sinceras possíveis que se possa dar é: não queremos contato com a Lei do Carma terrestre.